1. TugaTech » Software » Análises, Dicas e Artigos sobre Software

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

Um problema comum para quem tem dual boot com Windows e Linux é a configuração do gerenciador de boot, o GRUB. O gerenciador do Windows não permite inicializar um sistema Linux facilmente, e o Windows sempre sobrescreve a MBR quando é instalado, de forma que instalar Linux primeiro e Windows depois pode dar uma boa dose de dor de cabeça para leigos no GRUB (que é usado pela maioria das distribuições). E o contrário também pode ocorrer algumas vezes. Com um HD só nunca tive problemas, mas atualmente com três (dois SATA e um IDE) nunca consegui configurar o GRUB corretamente, mesmo seguindo vários tutoriais e lendo atentamente as opções, revisando a ordem dos drives no BIOS, etc. Sempre ao iniciar falhava logo no GRUB, com erros com algum número ou o famoso 99 99 99 99... Fazendo com um HD apenas ia tudo bem, mas ao conectar os outros o problema se repetia indefinidamente.


Se esse é seu caso, ou se você tem medo das opções do GRUB, pode usar o aplicativo freeware Easy BCD. Ele é para Windows (Vista e 7, não XP) e permite adicionar, alterar ou remover entradas do gerenciador de inicialização do Windows. O bom é que ele serve para gerenciar dual boot de distros Linux e Windows 7 ou Vista, pois ele permite adicionar entradas para outros sistemas direto no menu de boot do Windows.


Então para ter dual boot com Windows e Linux sem problemas com o GRUB, há basicamente duas escolhas:

  1. Instale primeiro o Linux, depois o Windows. O Windows vai sobrescrever o MBR, ok, use o Easy BCD e adicione a entrada para o Linux (explico mais abaixo).

  2. Instale primeiro o Windows (ou use um computador que já tenha Windows), e depois o Linux mas cuidado para não regravar o MBR. Depois use o EasyBCD.

Exemplo: Dual boot de Windows Vista ou 7 com Ubuntu

A segunda opção é ideal para quem já tem o Windows instalado e quer adicionar o Linux num novo HD ou partição. Foi meu caso agora. Já estava com uma instalação do Windows 7, tinha várias partições e queria colocar o Ubuntu.


Você só precisa tomar cuidado ao instalar o Linux, nas opções de particionamento/formatação/etc do HD não permita que ele grave o gerenciador no MBR. Você pode permitir que ele grave na partição onde o sistema novo for instalado, não no MBR "principal". Por exemplo, no Ubuntu: escolha a partição normalmente, mas antes de começar a instalação clique no botão Avançado:

bed3169


Não recomendo desmarcar o item "Instalar o gerenciador de inicialização" na tela que aparece a seguir. Apenas troque o local onde ele será instalado, configurando a partição e não o HD. Em vez de /dev/sda (para o MBR do primeiro HD) use /dev/sda1 (para a primeira partição do primeiro HD) ou /dev/sda2 (para a segunda partição do segundo HD), e assim por diante. O primeiro HD é visto como /dev/sda, o segundo como /dev/sdb, o terceiro /dev/sdc, etc. Se instalar neles (sem o número da partição) o gerenciador de inicialização do Windows poderá ser apagado e você poderá ter os problemas com a configuração do grub comentados no início do artigo, ficando sem poder iniciar nenhum sistema. Coloque o número da partição onde você instalou de fato o Linux.


Supondo que o Windows esteja no /dev/sda1 (primeira partição, do primeiro HD) e o Linux no /dev/sda2 (segunda partição do primeiro HD), eu usaria /dev/sda2 nessa tela:

m7da99df1


Complete a instalação. Ao reiniciar o Windows será iniciado normalmente, já que o MBR não foi alterado.

Agora baixe e instale o Easy BCD:

Clique no botão "Add/Remove Entries" dele (Adicionar ou remover entradas) e na seção "Add a Entry" vá para a aba Linux. Em "Type" escolha o tipo do gerenciador usado, no caso do Ubuntu seria o Grub. Em "Name" digite um nome sugestivo que será exibido no gerenciador do Windows (digitei Ubuntu, recomendo usar o nome da distro em questão):

m50b222b5


Por fim, no campo "Drive" selecione a partição (ou HD, se instalou o gerenciador no HD) onde o Linux foi instalado:

m3df69b8c

Na imagem acima é a partição 3 do primeiro HD (ele começa a contar pelo zero). Normalmente você não terá dificuldade em achá-la já que ele mostra o tamanho e o sistema de arquivos usado por ela (Linux native, na imagem acima). Selecionado isso clique no botão "Add Entry" e pronto.


Para alterar o tempo que você terá para escolha do sistema, clique no botão "Change Settings" no painel esquerdo do Easy BCD. Por ali você pode escolher o sistema padrão e o tempo de espera até que o sistema padrão seja iniciado.


49ba09e6

Como de praxe, para iniciar em outro sistema você deverá teclar a seta para baixo no teclado logo ao ver a lista (antes que a contagem termine).

Dessa forma você instala o sistema numa partição real, sem nenhum tipo de gambiarra, como o Wubi que usa um arquivo de imagem dentro de uma partição do Windows. O desempenho será total, tudo o que sua máquina pode oferecer, apenas usando outro carregador no boot.

Veja que o EasyBCD permite adicionar entradas para outros sistemas ou gerenciadores, incluindo o Lilo e arquivos do Wubi e FreeBSD. Ele ainda oferece um gerenciador próprio (Neogrub) que permite iniciar vários sistemas antigos (onde você tem problemas com gerenciadores atuais em conjunto com sistemas novos, isso mesmo dentro de várias versões do Windows) ou ocultar drives.


Já que com o Vista a MS removeu o famoso boot.ini, complicando um pouco a edição dos itens no gerenciador de boot do Windows (visto que o boot.ini era um simples arquivo de texto). O BCD pode ser operado via linha de comando no Windows com o bcdedit. O EasyBCD é uma interface gráfica de terceiros que edita ele, sem que você se preocupe com os comandos. Mas se você presta serviços de manutenção em Windows, vale a pena aprender sobre o uso do BCD pela linha de comando.

Fonte: Guia do Hardware







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech