1. TugaTech » Software » Análises, Dicas e Artigos sobre Software

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.


Um dos “mitos” mais recorrentes dos sistemas operativos passa pelas designações 32 e 64 bits. A principal razão para a instalação de um sistema operativo de 64 bits prende-se com o facto de este suportar mais memória Ram do que a versão de 32 bits (que se encontra limitada a 4GB).

Centrando-nos no conteúdo mais técnico, num processador de 32-bits temos 2e32 = 4.294.967.296 posições de memória. Este valor corresponde a um limite teórico de Ram máxima de, aproximadamente, 4GB, sendo este o limite de um processador de 32 bits (ou, neste caso, do sistema operativo).

No entanto, em 1995, a Intel lançou um novo processador, o Pentium Pro, que possuía uma arquitectura de 36 bits, utilizando uma tecnologia presente na generalidade dos processadores actuais, a PAE (Physical Address Extension).
Com esta tecnologia, passa a ser possível suportar um máximo de 64GB de memória Ram, mesmo que o processador se encontre a funcionar em 32 bits. 

A única limitação passa pelo próprio sistema operativo, que deverá suportar a tecnologia. No entanto, apesar de este ponto ser um problema à alguns anos, actualmente, praticamente todos os sistemas operativos suportam a tecnologia, incluindo distribuições do Linux, Mac OS para processadores Intel e até o Windows, desde a versão 2000.
Neste ponto, os utilizadores de Linux já beneficiam da tecnologia sem necessitarem de configurações adicionais.

Então e o limite de 4GB?


Voltando ao limite da RAM nos sistemas operativos Windows, então porque não podemos utilizar mais do que 4GB nas versões de 32 bits? Pelo simples facto que a Microsoft não licencia estas versões do Windows, destinadas aos utilizadores domésticos, com o suporte a mais memoria do que 4GB. 
No entanto, versões para servidores do Windows, em 32 bits, (Windows 2000/2003/2008 Server) suportam mais do que 4GB de ram, sem necessitarem de configurações adicionais. O mesmo já não acontece nas versões do publico em geral (Windows XP, Vista, Seven).

Como remover este limite?

Mesmo activando o PAE no Windows, o sistema operativo ainda somente suporta um máximo de 4GB. Para suportar o máximo de 64GB será necessário alterar configurações mais profundas a nível das configurações do sistema operativo.

Caso o seu sistema possua um máximo de 4GB de Ram instalada, poderá activar facilmente a PAE utilizando o seguinte código, na Linha de Comandos do Windows, e reiniciando o sistema no final:

BCDEDIT /set PAE forceenable

Já se pretende utilizar mais do que 4GB, deverá utilizar um patch específico para alterar o kernel do sistema.

Windows Vista SP1 e SP2: http://www.box.net/shared/7mcq9jr9mk

O processo é bastante simples, bastando seguir as seguintes imagens:
1º Clique no botão referenciado na imagem

2º Carregue em "Y" e aguarde pela mensagem que informa para reiniciar o sistema

NOTA IMPORTANTE: Note que este patch altera ficheiros do sistema operativo, sendo que, em certos casos, poderá causar erros ou a impossibilidade de iniciar o sistema. Apesar de o TugaTech ter testado o patch em diversos sistemas, continue por sua conta e risco.

Se tiver efectuado todos os passos correctamente, reinicie o seu computador e deverá conseguir utilizar um máximo de 64GB de RAM num sistema de 32 bits.

Alguma duvida basta colocar.
Até breve!




Comentário antigo:
Mas.. Para sabermos que funcionou temos que mudar a memória RAM ou há alguma maneira de vermos sem abrir a máquina ¿

Comentário antigo:
Não é necessário abrir a maquina.
Digamos que possui um computador com 8GB de RAM e o Windows de 32 bits. Nas propriedades do sistema deverá encontrar-se limitado a 4GB.

Quando aplica este patch deverá visualizar a totalidade da RAM (mesmo no Gestor de Tarefas).

Se possui um computador com menos de 4GB não compensa aplicar este método, pois não altera nada. Razz




Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech