1. TugaTech » Hardware » Montagem, Dúvidas e Ajuda de Hardware

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

#1 O que é o RAID? - em Qui 22 Abr 2010 - 18:46

DJPRMF

Administrador
avatar
RAID - Redundant Array of Independent Disks, ou, em português, Conjunto Redundante de Discos Independentes...
Trata-se de um conjunto de discos interligados que podem ser usados em vários modos de funcionamento para necessidades diferentes...

Os Sistemas RAID, entre outros menos usados e menos conhecidos, que existem são:

.RAID 0, Disk Striping
.RAID 1, Disk Mirroring
.RAID 5 , Parity RAID
.RAID 10, Disk Mirroring and Striping (ou RAID 0+1)

Nota:
Antes de mais nada deve saber-se que para implementação de sistemas RAID são necessários discos do mesmo tamanho, pois caso contrário será usada a área do disco menor para a implementação. Também é aconselhável a mesma velocidade para ter um melhor desempenho, senão o sistema usará o disco mais lento!


---RAID 0---

Neste modo podem ligar-se dois ou mais discos de forma a criar um único volume com capacidade igual à soma das capacidades individuais de cada um. Este modo de funcionamento é o que oferece a performance mais elevada visto que a utilização de vários discos permite operações de leitura e escrita em paralelo. Este modo de funcionamento é o mais utilizado em sistemas de pequeno porte e não lhe oferece nenhum tipo de tolerância a falhas de hardware.

Ex.: Ex. 4 Hds de 80GB = 1 de 320GB de área útil.


Resumo RAID 0

Vantagens: Aumento considerável de desempenho.
Desvantagens: Se um dos discos falhar o sistema para e podem-se perder os dados de ambos os dicos.




---RAID 1---

Em RAID 1 são normalmente utilizados apenas dois discos e quando grava dados para um disco é criada automaticamente uma cópia no outro. Quando está a ler dados se ocorrer um erro o sistema lê automaticamente o backup sendo por isso completamente transparente para o utilizador. Como existe redundância dos dados, este modo é o mais indicado para aplicações em que a segurança dos dados é a preocupação principal.


Ex.: Dois Hds de 80GB em RAID 1 = 80GB de área útil.


Resumo RAID 1

Vantagens: Redundância, se um dos discos falharem o sistema continua funcionando.
Desvantagens: Redução no desempenho na escrita de dados visto que o sistema escreve os dados por duas vezes, uma num dos discos e a outra no disco que serve de backup constantemente...




---RAID 5---


Este modo adiciona tolerância a falhas a sistemas a funcionar em modo RAID 0 pela inclusão de informação de paridade nos dados que são gravados. Este sistema tem vantagens em relação ao RAID 1 porque não usa uma unidade apenas para backup dos dados, em vez disso grava apenas informações que podem ser utilizadas para recuperar os dados em caso de falha.


Ex.: Se tiver 2 discos de 200Gb em RAID 1, vai ter apenas 200Gb de área útil, uma vez que um dos discos é usado para backup...
Se usar o modo RAID 5 na mesma situação tem à sua disposição cerca de 300 GB porque são usados apenas 50% da capacidade do disco para cópias de segurança.


Resumo RAID 5

Vantagens: Disponobiliza mais espaço em relação ao RAID 1 porque em vez de duplicar os dados no disco de backup, ele usa apenas 50% de um dos discos para armazenar informações sobre os dados para serem usadas na recuperação dos dados.
Desvantegens: A grande desvantagem deste sistema é que em caso de falha existe também uma degradação da performance porque o sistema terá que reconstruir os dados em vez de os ler a partir da cópia de segurança como acontece com o RAID 1.




RAID 10

Este modo de funcionamento conjuga os dois modos indicados anteriormente (RAID 0+1): a grande capacidade e performance e a segurança dos dados.
Neste modo são utilizados quatro discos divididos em dois grupos de dois que estão a funcionar em modo RAID 0, quando os dados são gravados para um conjunto são imediatamente copiados para o outro tal como acontece em sistemas RAID 1.


Ex.: 2 Discos para RAID 0 e 2 Discos para RAID 1, pois como no RAID 0, dois dicos viram um só, você vai precisar de mais dois para usar o RAID1, pois esses dois vão espelhar os outros dois em RAID 0.


Resumo RAID 10

Vantagens: Os dados são protegidos e bom tem desempenho também.
Desvantagens: Vai necessitar de mais discos e com isso um custo maior.


--------------CONSTRUÇÃO--------------

Em primeiro lugar tem que ter ideia para que quer o sistema. Se quiser um sistema que tire o máximo partido das capacidades dos seus discos e em que a segurança dos dados não é uma preocupação, então o ideal é ir para um sistema RAID 0.

Se quiser ter o máximo de segurança possível nos seus dados e apenas dispuser de dois discos,
a melhor opção é o RAID 1. Caso tenha hipótese de usar quatro discos, então o ideal é um sistema RAID 10.
É claro que a sua motherboard tem que suportar RAID; de contrário, pode sempre adquirir uma placa controladora PCI RAID.
Se estiver a construir um sistema a partir do zero tenha em atenção ao tipo de discos suportados pela motherboard ou placa.

É lógico que os discos IDE não funcionam em controladoras SATA e vice-versa.

Por fim, existem dois aspectos muitíssimo importantes e que de forma nenhuma deve descurar. A caixa do computador deve ter espaços para instalar os discos; não há nada pior do que discos soltos.

Verifique se a fonte de alimentação tem fichas de energia e potência suficientes para alimentar a carga extra. Os discos rígidos, tal como a grande maioria dos componentes informáticos (processador, placas, etc.) de hoje em dia, são alimentados principalmente pela linha de 12V que sai da fonte de alimentação.

Se já tiver muita coisa ligada dentro da sua máquina, considere a aquisição de uma fonte de alimentação mais potente ou de uma caixa que suporte a instalação de duas fontes de alimentação, como por exemplo as Stacker da Cooler Master. Um sistema de energia subdimensionado é o primeiro passo para um computador instável.


Notas finais

Existe a hipótese de ser necessário instalar drivers para que o Windows reconheça o seu controlador RAID. Esses drivers normalmente vêm a acompanhar a motherboard ou a placa controladora num CD ou disquete.
Após a instalação, os controladores RAID aparecem no Gestor de Dispositivos do Windows sob o nome Dispositivos SCSI.

Se pretender fazer uma instalação “limpa” do Windows para um sistema RAID criado usando o passo-a-passo anterior tem que fazer o seguinte:
- Arrancar utilizando o CD do Windows
- Nos primeiros momentos aparecerá na barra branca no fundo do ecrã a frase: “Prima F6 para instalar controladores de disco de terceiros”. Prima F6. A instalação prossegue, parando pouco depois.
- Neste momento o sistema está à espera que seja inserida uma disquete com os drivers para o seu controlador RAID. Insira a disquete e escolha o seu controlador RAID a partir de lista que aparece.

Se tudo correu bem, no ecrã que lhe permite escolher para que drive é que quer instalar o Windows vai aparecer o sistema RAID que criou.
Fontes: Artigo da PCGuia e Forum GDH...

Ver perfil do usuário http://tugatech.com.pt https://www.facebook.com/DJPRMF https://twitter.com/dj_prmf DJPRMF https://plus.google.com/+PedroFernandes-DJPRMF?rel=author

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum




Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech