1. TugaTech » Hardware » Noticias de Hardware

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

A Microsoft vai descontinuar o leitor multimédia Zune, mas continua a disponibilizar a aplicação com o mesmo nome para servir música e vídeo nas plataformas Xbox e Windows Phone 7.

A informação é avançada pela Reuters. A Microsoft abdica, assim, da concorrência que tinha declarado há quatro anos e meio ao iPod e à plataforma iTunes, da Apple.

O equipamento, que nunca chegou a estar disponível, em Portugal, vai continuar a ter suporte técnico nos Estados Unidos e os preços vão baixar para as unidades ainda existentes.
Fonte: Exame Informática




Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 13:02 por nitrofurano

Microsoft deveria dizer adeus a tudo

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 13:06 por MoisesPT

@nitrofurano escreveu:Microsoft deveria dizer adeus a tudo

Lol? Adeus a tudo? O que tem de mal a Microsoft?

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 13:09 por nitrofurano

tudo! Very Happy - o mundo dos computadores teria sido muito melhor se eles nunca tivessem existido

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 13:15 por DJPRMF (conectado)

@nitrofurano escreveu:tudo! Very Happy - o mundo dos computadores teria sido muito melhor se eles nunca tivessem existido

A Microsoft foi uma das empresas que mais ajudou a "desenvolver" os computadores. Sem esta, eles não tinham chegado onde estão...
Muito provavelmente, se pensar em jogos ou na Internet, sem uma grande ajuda da microsoft, não existiam.

É certo que tem uma grande parte do "monopólio" do mercado da informática, e irão sempre ter, independentemente de quantas versões gratuitas apareçam do Linux e afins. Razz

Mas isto sou eu a pensar... Razz
PS: Também sou um utilizador de Linux e considero muito melhor ao Windows em alguns aspectos... Very Happy

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 13:17 por MoisesPT

@nitrofurano escreveu:tudo! Very Happy - o mundo dos computadores teria sido muito melhor se eles nunca tivessem existido

Rolling Eyes Acredito que todos têm direito a opinião própria, mas issso que acabaste de escrever não tem sentido nenhum..A microsoft contribuiu, e muito, para o desenvolvimento das novas tecnologias, e, sabes que tanto os programadores e designer da Microsoft como os da Linux, ou outra empresa qualquer, já podem ter trabalhado nos dois lados, portanto, os outros sistemas podem ter componentes criados pela Microsoft..Estas a renegar isso tambem?

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 13:33 por nitrofurano

nem tanto - desenvolveram-se pelo caminho errado - por causa da Microsoft, a maioria das nossas máquinas está a rodar em processadores baseados em x86 (32 ou 64 bit), quando é uma tecnologia muito obsoleta quando comparada com Sparc, Mips ou PowerPC - só agora começam a aparecer desktops baseados em Arm.

eles também tentam normalizar formatos obsoletos, obscuros e fechados, como wma, wmv, etc. - a situação até chega ao ridículo de tentarem forçar à iso o ooxml, que nada tem nem de open, nem de xml

se o comportamento da Microsoft, só na área dos sistemas operativos por exemplo, fosse minimamente e aceitavelmente ético, os sistemas OS/2 e BeOS seriam de certeza muito mais conhecidos do que são actualmente.

a Microsoft só quiz destruir a internet, ao tentar impingir o IE e suas incompatibilidades ao w3c (por exemplo, eu perdi muitos trabalhos de webdesign porque eu só seguia a norma w3c, e não queria saber da existência do IE) - o primeiro servidor de web funcionava em NeXT-Step, e o começo da internet sempre esteve mais relacionado com Unix e seus derivados do que com Microsoft

e jogos electronicos já exitiam muito antes da Microsoft surgir (Tennis for Two, por exemplo, desenvolvido nos anos 50), e uma enorme quantidade de jogos (que até são os melhores, na minha opinião) que já foram feitos não fazem sequer uma linha de código ou um pixel relacionado com a Microsoft

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 13:37 por nitrofurano

MoisesPT, que componentes? o MSDN é a pior tralha que já foi feita a nível de documentação, é uma dor de cabeça enorme tentar usar aquilo

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 13:44 por nitrofurano

ou são componentes de hardware, como aquele Kinect, que funciona melhor no Linux do que na xbox? o WiiMote também funciona em Linux, e nada tem a ver com Microsoft

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 13:49 por DJPRMF (conectado)

É um ponto muito complicado, pois cada um têm a sua opinião...
Enquanto uns acham que a Microsoft foi uma "evolução", outros acham que não, e, de certa forma, têm todos razão.

E concordo que se os sistemas operativos gratuitos e livres tivessem aparecido em mais força desde os primórdios da informática, muita coisa seria diferente, mas a Microsoft adiantou-se e foi sendo globalmente aceite com o Sistema Windows, dai já não dá para fugir... Razz

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 21:59 por nitrofurano

também acho muito discutível isto do "globalmente aceite" (faz-nos pensar que métodos foram usados, e que éticas duvidosas, para que algo de tão má qualidade tenha tido esta "aceitação global") - se formos ver com atenção, eles se beneficiaram muito com a pirataria do ms-dos e do windows 3.1, e por tristemente não haver muita alternativa nesta época (o Linux estava a surgir, o OS/2 exigia muito da máquina embora sendo muito mais potente e estável, etc.), eles se beneficiaram disto para impingirem o OEM aos fabricantes, e fazerem chantagens a estes mesmos fabricantes, que ultrapassam o inaceitável. Creio que o principal problema que isto causou foi a da 'habituação' aos utilizadores, em que cujo contexto o próprio Linus Torvalds já comparou a Microsoft com traficantes de droga.

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 22:03 por DJPRMF (conectado)

É certo que, se não fosse a pirataria, a maioria das pessoas não conhecia o windows, mas actualmente ele está em cerca de 90% dos computadores e não irá, de certo, mudar tão cedo...

O Linux não teve essa expansão porque, bem, não podia ser "pirateado", sendo ele já gratuito e de código aberto. Razz

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 22:12 por MoisesPT

@DJPRMF escreveu:É certo que, se não fosse a pirataria, a maioria das pessoas não conhecia o windows, mas actualmente ele está em cerca de 90% dos computadores e não irá, de certo, mudar tão cedo...

O Linux não teve essa expansão porque, bem, não podia ser "pirateado", sendo ele já gratuito e de código aberto. Razz

xD, pois, penso que o pensamento de quem pirateia é:

Não é grátis toca a copiar e divulgar.
----------------------------------------

A mentalidade de hoje é, o que é caro é bom, se é barato, ou grátis, tem problemas. Por isso é que o Linux tem poucos utilizadores.

Wink

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 22:23 por nitrofurano

isto também é muito discutível - se fomos a ver, a 10 anos, o IE tinha mais de 95% de utilizadores, e agora são menos de 50% (em todas as versões) - isto aconteceu porque muitos reconheceram que o IE não era nem o único, e nem o melhor browser, mas demoraram 10 anos para isto acontecer, mas aconteceu - acredito que o mesmo pode acontecer com o Windows, é só uma questão das pessoas verem que existem alternativas menos dispendiosas, mas transparentes, mais seguras, mais éticas, mais leves, etc., sem terem de procurar muito. É curioso vermos que mais de 50% dos utilizadores ainda usam o XP, que na excepção dos netbooks, só esteve no mercado entre 10 e 5 anos atrás, enquanto boa parte dos utilizadores do Linux costumam ter o sistema operativo actualizado semanalmente, da forma mais transparente e eficiente possível. E por falar de vídeos caricatos em relação à habituação dos utilizadores e aos lançamentos de novas versões do Windows, sempre me lembro deste - https://www.youtube.com/watch?v=T3ID2CbtnKk - em que jornalistas do ZDNet Australia apresentaram a pessas na rua um Linux com KDE4 como se fosse Windows7 (antes deste ser lançado), e a enorme maioria das pessoas acreditou mesmo naquilo! Very Happy

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 22:32 por nitrofurano

MoisesPT acho que isto também tem a ver com o desconhecimento que as pessoas tem acerca do software livre, que é aberto, mas não é necessariamente grátis - o Linux da RedHat (baseado em Fedora) ou da Oracle (baseado em Suse, acho), não são gratuitos e nem baratos, por terem incluido o suporte destas empresas no preço.

Quanto à mentalidade, acho que tem muito a ver com o desconhecimento, ignorância. Outro dia mesmo eu estava a assistir uma situação no Corte Inglés, que considerei um bocado deprimente, que foi ver uma senhora de meia idade com uma caixa de um software anti-virus na mão, uma situação que a mim denunciava o óbvio, e me fez pensar: não seria melhor (mais inteligente, mais sensato, etc.) ela estar a utilizar um sistema mais robusto de raiz, mais fácil de se utilizar, e não ter de gastar dinheiro em algo que só lhe vai fazer a máquina ficar ainda mais lenta?

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Seg 4 Abr 2011 - 23:00 por DJPRMF (conectado)

Podíamos ficar aqui dias a falar das vantagens de uns, desvantagens de outros... Razz

Pessoalmente:
Se eu apoio o Linux? Sem duvida. Alem de gratuito, é livre de virus, mais leve nos recursos,etc...
Se eu largava o windows? Não. A Microsoft adiantou-se e não há volta a dar nisso. Qualquer utilizador, mesmo os utilizadores do linux, referem que necessitam do windows para muitas tarefas.

Por exemplo, eu, enquanto webmaster e "navegador", tenho maior uso do Windows, pois têm mais ferramentas para o meu "trabalho".
Agora, as empresas podiam apostar no Linux? Sim, muitas já apostam, mas poderia haver mais trabalho nessa área.
E porque não apostam as empresas no Linux? Uma empresa necessita de dinheiro. Apesar de poderem oferecer licenças pagas no Linux, a configuração é bastante diferente e daria um pouco mais de "trabalho" e, por sua vez, aumentando os custos...
Mas vejamos:
- Existe alternativa para o Photoshop no Linux? Existir existe, mas não tem metade das funções do Photoshop
- Existe alternativa ao WLM no Linux? Existe, mas não tem comparação como software original da Microsoft (discutível).
- podia estar a referir uma quantidade enorme de programas que existem no windows mas no Linux, a sua "copia" não é tão funcional.

E a criação do famoso "Wine" é mais uma referencia que a Microsoft está em todo o lado, mesmo no Linux...

Outro ponto a ver é o dos erros. Apesar de serem menos, se ocorrer um erro no linux, para um utilizador inexperiente, é muito complicado resolver. No Windows, este já oferece ferramentas para recuperar o sistema, que qualquer utilizador, independentemente dos conhecimentos, consegue resolver facilmente sozinho. O Linux utiliza, na maioria, linhas de comandos, o que torna mais complicado (muito mais)..

Uma coisa é certa, a Microsoft veio para ficar e, por muito mais que a critiquem, não irá "desaparecer" tão cedo (e a meu ver, infelizmente...).
Wink

Comentário antigo:
avatar

Mensagem em Ter 5 Abr 2011 - 0:56 por nitrofurano

"Qualquer utilizador, mesmo os utilizadores do linux, referem que necessitam do windows para muitas tarefas."? - eu deixei de usar windows a 5 anos, e não sinto falta nenhuma - a verdade é que eu estou é arrependido do tempo que perdi a utilizar windows (7 anos) - e dos utilizadores de linux que conheço, acho que nenhum deles sente falta do windows também.

quanto à alternativa ao Photoshop - actualmente, e como designer gráfico, utilizo apenas o Gimp (e já o utilizava na época do windows) - claro que o cmyk e o duotone fazem imensa falta, mas a maioria das funções básicas do Photoshop também estão presentes no Gimp, como permite-nos criar os nossos próprios filtros de PythonFu (coisa que no Photoshop é muito mais complicado), e permite utilizar formatos que o Photoshop não permite, como .xpm, .cin, etc.

wlm é messenger? e o Pidgin não é melhor por permitir, para além de aceder ao msn, permitir aceder também ao google-talk, facebook-chat, icq, etc., e podermos agrupar os contactos das mesmas pessoas em diferentes protocolos, e enviar a mesma mensagem para todos simultaneamente?

versões em Linux de programas de Windows serão apenas cópias? o Illustrator, InDesign e o FontLab permitem a mesma facilidade de se utilizar scripts como o Inkscape, Scribus e Fontforge?

se o software livre fosse de tão má qualidade, não teríamos uma pdf-mag com a qualidade da http://libregraphicsmag.com , não teríamos eventos como o http://www.libregraphicsmeeting.org , http://ospublish.constantvzw.org não estaria a ser premiada com trabalhos a concorrer com participantes que utilizam apenas software proprietário, etc.

quanto às "ferramentas de sistema", estou a lembrar que o defrag não funciona no ntfs com ficheiros maiores que 1gb, e que foi apagado do Vista, estando disponível apenas em linha de comando - uma coisa é serem difíceis de usar, e a outra é serem completamente ineficientes...

e quanto à microsoft e seus 'productos' (melhor definição em http://www.gnu.org/philosophy/words-to-avoid.html#SoftwareIndustry ), há sempre o outro lado: quem é que garante que eles estarão a distribuir o Windows, MSDN, VisualStudio, etc., assim que virem que estes podem deixar de ser minimamente 'lucrativos' para eles? Isto é uma coisa que muito dificilmente aconteceria no software livre, bastando haver interesse ou vontade da parte de quem utiliza (que pode ser mais difícil quando se trata de projectos abandonados, mas não é impossível ou quase, ou muito dificultado, como do lado do software proprietário).




Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech