1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

Durante 18 minutos no dia 18 de Abril deste ano, a empresa de telecomunicações chinesa, controlada pelo estado, interceptou cerca de 15 por cento do volume total de tráfego da Internet. O tráfego interceptado incluiu dados militares e civis dos EUA e dos seus aliados.

Durante este tempo, os chineses podem ter tido acesso a todo o tipo de dados desprotegidos incluindo correio electrónico e mensagens instantâneas. Podem até ter manipulado essas mensagens sem que ninguém se apercebesse. Não se sabe o que aconteceu aos terabytes de informação depois de terem entrado na China.

O que se passou foi o seguinte: se enviar um email de Lisboa para o Porto, que, normalmente, viaja pela via mais directa e rápida, neste dia pode ter sido reencaminhado através da China. Como a comunicação é quase instantânea um utilizador normal não consegue detectar nenhuma diferença.

Segundo peritos de segurança, estes fenómenos que envolvem erros de rencaminhamento de informação, acontecem acidentalmente algumas vezes por ano, mas esta intercepção foi, provavelmente, a maior da história a ser feita intencionalmente. Segundo estes mesmos peritos, desta vez foi intencional porque os dados foram recebidos e reenviados para os sítios correctos. Quando uma coisa destas acontece por acidente, normalmente, o tráfego não chega ao destino originado erros.
Fonte: PCGuia

No mínimo assustador... Shocked Shocked




Comentário antigo:
Porra, querem o que??? são mais que as "mães"...

Comentário antigo:
Razz

Eu ja sabia que na Internet nunca se estava completamente "seguro", mas depois desta noticia...

É assustador pensar na quantidade de dados privados e confidencias que foram recolhidos... E ainda mais assustador em para que podem ser utilizados. No




Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech