1. TugaTech » Software » Análises, Dicas e Artigos sobre Software

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

aplicações do android a evitar

 

Atualmente existem milhares de aplicações para o sistema Android, literalmente para qualquer tarefa. Seja jogos ou uma aplicação para ensinar a dar nós na gravata, alguma aplicação existe.

 

No entanto, enquanto algumas tentam passar-se por “amigas”, podem ter pontos adversos na segurança e até privacidade de quem as usa. E não estamos a falar de simples aplicações com poucos downloads, mas de nomes que surgem no topo da tabela das mais descarregadas da Google Play Store e que muitos acabam por instalar apenas por serem “populares”

 

Neste guia iremos indicar algumas aplicações que (possivelmente) se encontram no seu smartphone ou tablet, e indicar os motivos pelos quais as deve remover. Certamente que a esta lista poderiam ser incluidas outras aplicações, mas iremos centrar-nos apenas nas principais e de uma forma geral.

 

QuickPic

quickpic

 

O QuickPic é uma aplicação de galeria das fotos, que permite realizar a gestão das fotos e vídeos no equipamento.

 

- Onde está a maldade?

Apesar de ter começado de forma legitima, a aplicação foi à alguns meses adquirida pela empresa chinesa Cheetah Mobile. Esta entidade é conhecida por apresentar vários problemas no que respeita à privacidade dos utilizadores.

Depois de o QuickPic ter sido adquirido pela Cheetah Mobile, rapidamente foi descoberto que a aplicação se encontrava a enviar dados dos utilizadores (sobre o propósito de serem dados analíticos) para servidores remotos na China. Apesar destes dados serem algo regular, é desconhecido com exactidão qual o conteúdo dos mesmos, com a entidade a não revelar detalhes.

 

imagem da publicidade no quickpic

 

- O que utilizar em alternativa?

Existem alternativas consideravelmente superiores e, mais importante, que não prejudicam a privacidade de quem a pretende manter. Como exemplo, a Focus - https://play.google.com/store/apps/details?id=com.franco.focus – do conhecido programador Francisco Franco.

 

ES File Explorer

ES file explorer

 

O ES File Explorer é um dos principais Gestores de Ficheiros no Android, permitindo aceder e modificar os conteúdos guardados no equipamento. E esta popularidade até era coerente para as funcionalidades fornecidas, mas em tempos recentes, a história alterou-se um pouco...

 

- Onde está a maldade?

De forma gradual, a versão gratuita tem vindo a receber cada vez mais publicidade, o que até poderia ser aceitável, não fosse o facto de esta ser também agressiva. Nas versões mais recentes têm surgido notificações persistentes (que não podem ser removidas sem serem acedidas) e pop-ups para outras aplicações de bloatware e adware, além da própria publicidade na aplicação, que ficou mais abrangente.

 

- O que utilizar em alternativa?

O FX File Explorer - https://play.google.com/store/apps/details?id=nextapp.fx – é uma alternativa gratuita e que não possui publicidade integrada (embora possua uma versão paga para funções adicionais).

Se não se importa por um pouco de publicidade, a aplicação File Commander - https://play.google.com/store/apps/details?id=com.mobisystems.fileman – é uma excelente alternativa. Apesar de possuir publicidade (afinal, os programadores também necessitam de comer), esta não é intrusiva e pode ser totalmente removida com a versão paga.

 

UC Browser

uc browser

 

Um popular navegador para Android, sobretudo na China e Índia. Promete poupar no tráfego móvel ao fornecer uma opção para comprimir os dados.

 

- Onde está a maldade?

Na falta de privacidade.

As pesquisas realizadas no Google e Yahoo são enviadas sem qualquer encriptação, o IMEI, versão do Android, ID do equipamento e o MAC da rede WiFi são enviados para servidores da Alibaba na China (parte do serviço para análise de dados Umeng). A localização exata do utilizador também é enviada para os serviços da Alibaba.

 

- O que utilizar em alternativa?

Para começar, o Chrome - https://play.google.com/store/apps/details?id=com.android.chrome – e o Firefox - https://play.google.com/store/apps/details?id=org.mozilla.firefox – são as duas melhores alternativas. Para quem pretenda algo mais leve e com a compressão dos dados, o Opera também é aceitável - https://play.google.com/store/apps/details?id=com.opera.browser

 

360 Battery - Battery Saver

360 battery

 

Promete reduzir o consumo da bateria, o tempo de carregamento necessário e aplicar “medidas preventivas” para evitar o aquecimento elevado durante o carregamento.

 

- Onde está a maldade?

Nenhuma aplicação poderá garantir um carregamento mais rápido da bateria ou a “proteção” da mesma contra o aquecimento. Estas medidas necessitariam de ser aplicadas a nível do hardware (por exemplo, com o Quick Charge da Qualcomm), sendo fisicamente impossível para uma aplicação modificar esse ponto.

Além disso, a aplicação também possui publicidade agressiva no formato de anúncios fixos dentro da app e notificações.

 

- O que utilizar em alternativa?

O Greenify - https://play.google.com/store/apps/details?id=com.oasisfeng.greenify - é uma das melhores opções para garantir que as aplicações são colocadas num estado de “hibernação”, reduzindo ao máximo a utilização do processador nas mesmas.

No que respeita à proteção contra aquecimento e ao carregamento mais rápido, se o seu equipamento não possui algo de fábrica que forneça essa capacidade, não poderá fazer nada.

 

Clean Master

clean master

 

O Clean Master promete eliminar o “lixo” do sistema, evitar a instalação de vírus, optimizar o desempenho através da paragem de aplicações em segundo plano e reduzir a temperatura do equipamento.

 

- Onde está a maldade?

Em primeiro, a aplicação é desenvolvida pela Cheetah Mobile (a mesma que é responsável pela QuickPic), portanto a privacidade não será algo garantido na totalidade.

Em seguida, a aplicação promete uma infinidade de funções que, na prática, não são necessárias ou pode não necessitar. Apesar de ser mais publicitada como uma “aplicação de limpeza”, esta inclui também um antivírus e um “optimizador da bateria” (que como vimos anteriormente, não é algo que possa ser aplicado por software), resultando em mais recursos desnecessariamente utilizados.

 

Depois disso, qualquer aplicação que prometa “mais desempenho” no Android por terminar processos em segundo plano é algo a evitar. O Android não funciona da mesma forma que os sistemas Windows, sendo que um processo na RAM garante que a aplicação vai ser acedida mais rapidamente quando o utilizador precise, e o Android gere bem a memória que possui (pelo menos em qualquer versão posterior ao Android 4.x), excluindo as aplicações em segundo plano quando necessário.

 

Apesar de o desempenho geral aumentar um pouco depois da limpeza, rapidamente o dispositivo volta ao que estava ou até pior (porque necessita de mais recursos para recriar os processos). Uma aplicação dedicada para tal apenas atrapalha o bom funcionamento da Gestão de memória do Android e pode mesmo levar a menos desempenho em geral.

 

- O que utilizar em alternativa?

Se pretende realizar a limpeza do “Lixo” do equipamento, o SD Maid - https://play.google.com/store/apps/details?id=eu.thedarken.sdm – é uma das melhores opções.

No que respeita à otimização da RAM, não utilize nada. Deixe o Android fazer o seu trabalho...

 

 

Com esta pequena lista é importante sublinhar algo: por uma aplicação ser popular na Play Store não quer dizer que seja a melhor. Não verifique uma “boa aplicação” apenas pelo número de votações que possui ou os comentários positivos (apesar de serem um bom indicativo, também podem ser facilmente adulterados).

Pesquise um pouco antes e, em caso de dúvidas, o TugaTech também está aqui para ajudar!







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech