1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

Desde Novembro, que os seis radares que fazem a vigilância da costa portuguesa estão desligados.

Segundo o Diário de Notícias, a decisão de desligar os radares foi tomada pela cúpula da Unidade de Controlo Costeiro, que encaminhou os soldados da GNR que ocupavam os seis radares LAOS para subdestacamentos da mesma área.

Para colmatar o fim do uso dos radares LAOS (que já não estariam nas melhores condições), foram adquiridas 50 câmaras térmicas portáteis, que passaram a acompanhar os soldados da GNR nas rondas pela costa portuguesa.

De acordo com as respostas do Ministério da Administração Interna (MAI) a um requerimento da bancada parlamentar do PCP, o uso das 50 câmaras térmicas deverá manter-se a principal ferramenta de vigilância da costa portuguesa continental até à estreia do Sistema Integrado de Vigilância, Comando e Controlo (SIVICC).

Segundo noticiou hoje o "Diário de Notícias", os radares que vigiavam a costa nacional estão desligados desde Novembro, sendo a vigilância da costa e do mar feita com recurso a 50 binóculos.

A GNR já reagiu notícia, reiterando que os radares LAOS foram desligados porque já estavam obsoletos. Numa notícia publicada pela Agência Lusa, os responsáveis da GNR recordam ainda que as autoridades estão a usar o sistema Vessel Traffic System, enquanto o SIVICC não fica operacional.

De acordo com estimativas do governo, o SIVICC deverá estrear em Agosto com a entrada em funcionamento de 28 radares de nova geração (oito deles são móveis).

Cada radar do SIVICC deverá ser usado em articulação com sistemas de infravermelhos e câmaras, e ainda antenas para a comunicação dos dados e imagens para os centros de comando. O projeto está orçado em 30 milhões de euros.

Atualmente, apenas dois radares do Algarve e três unidades móveis do SIVICC estão em operações.
Fonte: Exame Informática




Comentário antigo:
Ya ouvi essa Noticia hoje na Rádio!
O que mais em espanta é deixarem espalhar assim a noticia de uma falha na segurança Nacional, é o mesmo que Dizer:
- Venham todos os emigrantes ilegais e trafico para a costa portuguesa!

Enfim... Isto é o Nosso país! Razz

Comentário antigo:
Desperdício de investimento feito anteriormente...
E falta de segurança obviamente.

Comentário antigo:
A fuga de informação pode ajudar a acelerar o processo para solucionar. Esperemos né, se não não o problema não vai ser os imigrantes, mas o tráfico tanto de drogas como de outros produtos para comercio




Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech