1. TugaTech » Hardware » Noticias de Hardware

Siga-nos

Realme GT

 

Ao longo dos anos, o AnTuTu tem vindo a tornar-se o ponto de referência para verificar o desempenho dos diferentes dispositivos de forma simples e rápida. Fornecendo uma pontuação clara sobre os testes, é possível analisar o desempenho de um modelo e comparar rapidamente com outros dispositivos no mercado.

 

Portanto, não será de estranhar que alguns fabricantes tentem adulterar os seus sistemas para fazerem uma certa “batota”, tentando alcançar os resultados mais elevados quando se verifica que o dispositivo está a ser usado para este benchmark.

Normalmente isto é feito através da colocação dos recursos e capacidade de processamento do dispositivo acima daquilo que o mesmo seria capaz de atingir numa “utilização normal”. Obviamente, isto seria considerado batota.

 

O Realme GT é o mais recente que se junta nesta lista, tendo sido removido dos testes por supostamente ter adulterado os resultados obtidos para aparentar ter mais desempenho do que o realmente possui. Nos testes feitos inicialmente, o Realme GT obtinha cerca de 770 mil pontos, tendo em conta que o dispositivo conta com o mais recente Snapdragon 888 da Qualcomm. Isto será importante de ter em conta já que outros modelos, com o mesmo processador, encontravam-se a atingir valores perto dos 700 mil pontos.

 

Após uma investigação, foi descoberto que o Realme GT estaria a detetar quando a aplicação Antutu estaria a ser executada, realizando alterações na forma como o sistema processa as tarefas para conseguir um resultado acima da média. Não se limitando apenas a realizar o “overclock” do processador, neste caso o Realme GT estaria mesmo a alterar a forma como os testes eram feitos diretamente.

 

Por exemplo, algumas atividades que normalmente são realizadas pelos cores mais lentos do processador, como o uso da interface, estariam a ser reencaminhadas para os cores mais poderosos e rápidos do chip – o que tecnicamente vai elevar os resultados finais, mas não é algo que os utilizadores verifiquem no dia a dia.

Além disso, até mesmo em certas tarefas como a descompressão de ficheiros de imagem, o sistema nem se encontrava a terminar os testes por completo, fornecendo resultados rápidos – que elevam mais uma vez a pontuação por terminarem mais rapidamente – mas não são viáveis para algo que aconteça no dia a dia.

 

Face a esta batota, a equipa da Antutu deu à Realme três meses para corrigir o problema, sendo que caso algo não seja feito, o dispositivo vai deixar de surgir na lista de testes.

Nenhum comentário.

Seja o primeiro!





Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech