1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Ataque de ransomware

 

Os ataques de ransomware continuam a ser um grave problema de segurança tanto para utilizadores domésticos como empresas. E isso comprova-se com os recentes dados de um estudo da empresa Sophos, que terá analisado o estado do ransomware ao longo do ano.

 

De acordo com o relatório, as empresas encontram-se a ficar melhores na capacidade de restaurar os dados encriptados por ataques de ransomware, mas ao mesmo tempo o número de vítimas que realizam os pagamentos para tentar reaver os seus conteúdos também aumentou consideravelmente em comparação com 2020.

 

O estudo da Sophos teve como base mais de 5600 profissionais de TI em 31 países diferentes, entre Janeiro e Fevereiro de 2022, sendo os dados respeitantes ao ano anterior. Os dados demonstram que os ataques de ransomware aumentaram para os 66%, um crescimento de 29% face a 2020.

A maioria das empresas afetadas encontram-se na Áustria, Austrália, Malásia, Índia e República Checa, com menos empresas afetadas na África do Sul, Brasil, Reino Unido e EUA.

 

A maioria dos grupos de ransomware que realizam ataques pelo mercado estão agora a focar-se cada vez mais no “Ransomware as a service”, onde este género de malware é distribuído para afiliados dos grupos, que depois acabam por distribuir os mesmos por empresas para tentar infetar o máximo de sistemas possíveis – e onde os atacantes recebem uma parte, bem como os criadores do ransomware, de todos os ganhos obtidos.

 

Nos ataques realizados, os atacantes tiveram sucesso na encriptação de dados em 65% dos casos, um crescimento de 11% face a 2020. No entanto, a grande maioria das empresas verificaram um crescimento nas tentativas de ataques ou na complexidade dos mesmos.

 

No entanto, a Sophos afirma que a maioria das empresas encontram-se mais preparadas para este género de ataques, com 99% das mesmas a terem conseguido recuperar alguns dos dados encriptados, seja a partir de backups ou de software de desencriptação disponível para determinadas variantes de ransomware – ou obtidos a partir de pagamentos.

 

Dentro das entidades que realizaram os pagamentos aos atacantes, apenas 4% das mesmas tiveram todos os seus dados restaurados. Das entidades atacadas, 46% terão realizado este pagamento, com a maioria a recuperar 61% dos seus dados.

 

Caso tenha interesse em verificar o relatório completo, o mesmo encontra-se disponível a partir deste link.

Nenhum comentário

Seja o primeiro!





Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech