1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

malware vírus

 

Atualmente a Inteligência Artificial pode ser encontrada em qualquer dispositivo ou equipamento capaz de realizar alguma atividade em particular. No entanto, esta IA pode ser utilizada tanto para o bem como também para o mal, e uma recente experiência da IBM pode demonstrar o que acontece quando se utiliza para fins maliciosos.

 

A IBM realizou recentemente uma experiência utilizando IA para criar um malware, apelidado de DeepLocker. O DeepLocker é, basicamente, um malware inteligente capaz de utilizar a IA para evitar ser detetado e afetar o máximo de sistemas possíveis.

Este foi desenvolvido para se ter uma ideia como a IA pode ser utilizada por utilizadores maliciosos para criar novos tipos de malware e, possivelmente, uma nova geração de ataques maliciosos contra sistemas.

 

Nos testes, o malware foi desenvolvido para atacar uma determinada vitima a partir de um programa de videoconferência. Até chegar ao destinatário, este permanece num estado inativo. A IBM classifica este método com a analogia de um “sniper”, onde ataca com precisão, invés do tradicional método que a maioria dos malwares utiliza para infetar o máximo de sistemas possíveis.

 

deeplocker

 

O que torna o DeepLocker mais ameaçador é, no entanto, a capacidade de infetar um determinado sistema sem que seja detetado. Caso as condições para atacar a vitima não seja favoráveis, o malware permanece num estado “suspenso”, no qual não é possível identificar a sua atividade.

Num dos testes realizados, a IBM terá utilizado uma variante do ransomware Wannacry para atacar uma vitima. Este malware foi modificado para utilizar a IA do DeepLocker, e permaneceu suspenso num programa de videoconferência sem ser detetado pelos sistemas de antivírus tradicionais. No entanto, quando um determinado alvo é detetado – por exemplo, através da utilização de sistemas de reconhecimento facial – o malware é imediatamente ativado e afeta o sistema.

 

Felizmente, o DeepLocker trata-se apenas de uma experiência, e não são conhecidos casos de malware ativo na Internet que utilizem IA para infetar os sistemas ou ter como alvo algum utilizador.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech