1. TugaTech » Software » Noticias de Software

Siga-nos

LibreOffice

 

O Microsoft Office é uma das suite de produtividade mais conhecidas no mercado, mas infelizmente não é gratuita. Para quem pretenda uma alternativa gratuita, tanto para Windows como para macOS ou Linux, o LibreOffice é a melhor recomendação atualmente disponível.

 

No entanto, alguns utilizadores têm vindo a demonstrar receio que o LibreOffice pode estar a preparar-se para lançar uma variante paga do software. Estes rumores começaram a surgir depois de a versão mais recente da suite, o LibreOffice 7.0, vir junto com uma nova tag de “Personal Edition”.

A inclusão desta tag indica que os programadores responsáveis pela aplicação podem ter nos planos lançar outras versões do software, que efetivamente podem tratar-se de versões pagas do mesmo com mais funcionalidades.

 

Face a todas as críticas, a The Document Foundation, entidade responsável pelo software, deixou uma nova no blog oficial da entidade a apontar algumas das alterações que estão previstas. A entidade começa por sublinhar que o LibreOffice irá manter-se totalmente gratuito para os utilizadores, mas a empresa encontra-se a projetar um novo plano para versões mais dedicadas do mesmo, e destinadas a empresas ou utilizadores profissionais.

 

O plano conhecido apenas como “Enterprise” será uma versão mais avançada do LibreOffice, que irá contar com o suporte direto da empresa. Ou seja, caso o plano se venha a concretizar, o LibreOffice deverá contar com uma “Personal Edition”, que irá permanecer totalmente gratuita para os utilizadores, bem como uma versão “Enterprise”, que irá contar com a adição de um suporte dedicado da entidade para as empresas que o pretenda – e paguem por isso.

 

Críticas quanto ao nome "Personal"

 

As principais críticas estão focadas no facto da entidade ter utilizado a tag "Personal Edition", que para muitos utilizadores da comunidade isso pode indicar que esta versão será apenas destinada aos utilizadores individuais - e não a empresas.

Como referido, o LibreOffice irá permanecer gratuito tanto para individuais como empresas, sendo que a única diferença da versão paga seria o suporte adicional dedicado. No entanto, os utilizadores acreditam que a utilização do termo "Personal" pode levar muitos ao engano de se tratar de uma versão apenas para individuais - e que as empresas iriam necessitar de pagar.

 

 

No final, isto não deverá afetar os utilizadores atuais do LibreOffice. A suite vai continuar a ser fornecida gratuitamente, e apenas quem realmente pretender o suporte extra necessita de pagar pelo mesmo. E a longo prazo, a mecânica pode também ajudar a entidade no desenvolvimento do LibreOffice, que ficará com mais fundos para a atividade que mantêm.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech