1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

O presidente da Generic Names Supporting Organization (GNSO) acusa as autoridades dos EUA de terem desativado uma centena de domínios sem consultar as entidades que gerem a Internet.

Stéphane Van Gelder reitera que já foi pressionado mais do que uma vez pelas autoridades norte-americanas para o encerramento de páginas web.

Inquirido pela AFP, o responsável da GNSO refere mesmo um caso de alegado abuso do governo dos EUA, que terá redundado no encerramento de uma centena de domínios terminados em .com (geridos atualmente pela Verisign, que está sediada nos EUA e se rege pelas leis dos norte-americanas).

A operação, que não terá contado com a aprovação da ICANN ou da GNSO, levou à desativação de milhares de sites e blogues que estavam dependentes dos domínios afetados pelo raide das autoridades dos EUA.

Van Gelder dá o exemplo do encerramento "compulsivo" do mooo.com, que levou a desativação de mais de 84 mil sites sem quaisquer provas de práticas ilegais.

A ICANN foi criado em 1990 pelo governo dos EUA (durante a presidência de Bill Clinton), com o objetivo de assegurar de forma independente a gestão da Internet. Posteriormente, a ICANN criou a GNSO, atribuindo-lhe a missão de supervisionar a criação de endereços e domínios da Internet a nível mundial.
Fonte: Exame Informática




Comentário antigo:
Isso é que é preocupante ;/




Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech