1. TugaTech » Software » Noticias de Software

Siga-nos

chrome abas processos

 

Se possui um navegador relativamente recente no seu computador, com o Chrome ou Edge, e aceder ao Gestor de Tarefas do sistema, é possível que seja surpreendido com dezenas de processos criadores pelo mesmo.

 

Em alguns casos existem 10 ou mais processos do navegador abertos ao mesmo tempo, e até mesmo quando o utilizador não se encontra a fazer nada a nível de navegação. Na realidade, o número elevado de processos não é algo novo, e existe faz vários anos, sobretudo desde que o Chrome começou a adotar uma postura de navegador “central” no mercado.

 

Quando o Internet Explorer ainda era um dos navegadores mais usados no mercado e o Firefox ainda não tinha competição direta com o Chrome, a maioria dos navegadores usavam apenas um processo em geral. Todos os conteúdos que eram carregados pelo navegador eram associados com apenas esse processo, o que poderia ser aceitável tendo em conta também a Internet da altura.

 

No entanto, com o evoluir da tecnologia e novas funcionalidades a serem constantemente adicionadas, a grande maioria dos navegadores alteraram a sua postura para fornecerem mais estabilidade. Invés de colocarem todas as funcionalidades do navegador sobre um único processo, estes estão agora distribuídos sobre vários processos diferentes.

Por exemplo, cada aba ou cada extensão instalada no navegador vai corresponder a um processo diferente e separado dos restantes. Esta medida também garante mais segurança e estabilidade do navegador.

 

processos chrome

 

Se um site estiver com problemas a carregar os seus conteúdos ou uma extensão esteja a causar erros, invés de todo o navegador encerrar por completo, apenas o processo associado com o mesmo será afetado. Desta forma, o navegado continua funcional – e apenas o processo que teria a falha vai ser afetado.

Para os consumidores, isso garante mais estabilidade no final, e previne possíveis perdas de dados que poderiam acontecer se fosse tudo terminado no mesmo processo.

 

No entanto, existe uma contrapartida. Esta separação de processos eleva também a necessidade de memória RAM. Este é um dos motivos pelo qual o Google Chrome mantém ainda hoje a tradição de ser um dos navegadores mais “pesados” para a RAM, mesmo que existam outros navegadores que realizem exatamente a mesma tarefa e consumam a mesma quantidade de RAM – mas o Chrome foi o primeiro a implementar a tecnologia em larga escala, e como tal, mantêm essa tradição.

 

gestor de tarefas do chrome

 

Se pretende ver o que cada processo está realmente a usar, pode sempre usar o Gestor de Tarefas que se encontra integrado na maioria dos navegadores modernos. Por exemplo, no Chrome poderá aceder ao mesmo através do atalho SHIFT+ESC (que funciona também em qualquer outro navegador baseado no Chromium).

Este Gestor de tarefas permite ver o que está exatamente a ser consumido pelo navegador e o que cada processo corresponde - e poderá certamente analisar o que está também a consumir mais recursos, o que pode ser útil de se saber no final.

 

Portanto, da próxima vez que vir uma lista interminável de processos abertos do navegador, não pense que será algo inteiramente mau. O mesmo está assim desenhado para fornecer mais segurança, estabilidade e permitir todas as funcionalidades que existem na Internet atual e nos navegadores mais recentes.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech