1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Google pesquisa privacidade

 

Durante o ano passado, a Google foi acusada de recolher informação de localização dos utilizadores, usando as suas apps e serviços em smartphones, até mesmo quando essa recolha se encontrava desativadas nas configurações.

 

Dentro deste caso, foi agora revelado que a empresa também poderá ter trabalhado para dificultar todo o processo de impedir a recolha de dados, tornando a tarefa consideravelmente mais difícil do que o necessário para os utilizadores.

 

De acordo com o portal Business Insider, vários documentos tornados recentemente públicos sobre o caso demonstram como a Google trabalhou para tornar todo o processo de desativar a recolha da localização no Google Maps consideravelmente mais difícil de ser feito do que o necessário. Um dos casos encontra-se na forma como a Google estaria a reformular as Definições do Maps, de forma a tornar as opções de privacidade mais difíceis de encontrar – ao ponto que vários testes foram feitos para escolher qual a melhor forma de “esconder” essas opções, considerando que a empresa via o facto de muitos utilizadores estarem a usar essas opções como um “problema”.

 

Os documentos indicam ainda que, tendo em conta a recolha de dados que é realizada por cada serviço e aplicação da Google nos mais variados formatos, a empresa possui a capacidade de traçar um forte perfil de localização para cada utilizador, incluindo a sua casa e local de trabalho, mesmo que tal não seja manualmente especificado.

 

Um engenheiro da Google afirma mesmo que a única forma de os utilizadores poderem precaver-se dessa situação passaria por manualmente especificar locais falsos sobre a sua residência e local de trabalho.

 

Além disso, documentos internos da Google revelam como a empresa poderia conjugar os dados de diferentes utilizadores para tentar obter o máximo de informação, mesmo que a recolha de dados tenha sido desativada – por exemplo, duas pessoas que residam sobre a mesma casa, e onde uma tenha desativado a recolha de dados de localização para a Google e a outra não, a empresa ainda poderia associar os dois perfis a cada utilizador.

 

Além disso, os documentos mostram ainda que a Google não se ficava apenas pelas suas próprias aplicações e hardware – a empresa teria mesmo contactos com outras empresas afim de tornar as definições de recolha de dados mais difíceis de serem desativadas pelos utilizadores finais. Uma das empresas que terá sido contactada para esse fim seria a LG, que usava o seu próprio software e skin do Android, e onde a Google terá incentivado a que a empresa ocultasse o melhor possível as definições para permitir ou não a recolha de dados.

 

Obviamente, é claro o motivo pelo qual a Google pretende obter estas informações: a grande parte dos serviços e funcionalidades da empresa, e que geram uma larga percentagem dos lucros da marca, parte dos dados que recolhe dos utilizadores na Internet todos os dias. Isto não se fica apenas limitado aos dados que são recolhidos de forma direta para cada utilizador, mas até as relações diretas dos mesmos.

 

A empresa tem vindo a tentar melhorar a forma de recolha destes dados, mas ainda existe quem considere que as medidas são insuficientes para que se possa garantir a privacidade dos utilizadores no final.

Nenhum comentário

Seja o primeiro!





Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech