1. TugaTech » Hardware » Noticias de Hardware

Siga-nos

China e Russia

 

As sanções que foram sendo aplicadas à Rússia nos últimos meses têm vindo a causar os mais variados problemas para as entidades locais, sendo que a indústria dos chips é uma das afetadas. Com todos os bloqueios, as empresas russas ficam com poucas escolhas no que respeita à produção de semicondutores.

 

Uma das formas de contornar o problema passa por ir buscar os chips diretamente à China. No entanto, de acordo com várias fontes, quase metade dos chips que a Rússia importa da China acabam por ser defeituosos.

 

Segundo revela o portal The Register, antes da guerra com a Ucrânia, existia na Rússia cerca de 2% de chips defeituosos, o que por si só não será bom, tendo em conta a quantidade de dispositivos eletrónicos que são usados no dia a dia. No entanto, em apenas oito meses, este valor aumentou agora para quase 40%.

 

As autoridades russas apontam este aumento de falhas em chips na pandemia e no impacto que a mesma teve sobre as linhas de produção, bem como ao facto que as empresas necessitam de ir a mercados “cinza” na China para obterem os seus chips, muitas vezes de baixa qualidade e lentos.

 

Apesar de a China não ter apoiado nem contestado as atitudes de Putin perante a Ucrânia, a China tem vindo a beneficiar consideravelmente, sobretudo derivado de todas as sanções que foram impostas para a Rússia, e que levam as entidades do pais a usarem empresas chinesas para continuarem as suas operações.

 

De relembrar também que, na altura que a Rússia começou a ser sancionada por vários países, esta deixou a ideia que iria começar a desenvolver os seus próprios chips, algo que claramente se encontra longe de acontecer.

Nenhum comentário

Seja o primeiro!





Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech