1. TugaTech » Hardware » Análises, Dicas e Artigos sobre Hardware

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

burnin monitor ecrã como resolver

 

Por muito que a tecnologia evolua, os problemas são algo que irá sempre existir. Nenhum equipamento está livre de passar por algum problema durante o seu período de vida útil, e os monitores não são exceção.

 

Um dos problemas mais comuns nos monitores é o “burn-in”. Este problema não é propriamente recente, sendo que existe desde os antigos monitores CRT.

Basicamente, o burn-in consiste numa imagem que fica “queimada” no ecrã, no que aparenta tratar-se de uma imagem fantasma. O mesmo ocorre quando uma determinada imagem fixa é apresentada no ecrã durante um longo período de tempo. Isto ocorre devido

 

Um dos exemplos mais comuns onde ocorre este efeito é sobre jogos. A grande maioria dos jogos possuem elementos fixos da interface, os quais podem permanecer durante várias horas no mesmo zona do ecrã. Quanto mais tempo um item permanece “fixo” no ecrã, maior a probabilidade de ocorrer o efeito e com maior gravidade.

 

burn-in

 

Nos antigos monitores CRT existia uma maior probabilidade de burn-in permanente de imagens no ecrã, porém, em monitores com tecnologias modernas, esta situação é mais rara de ocorrer. Apesar de ainda ser possível que um monitor fique permanentemente marcado com a imagem, o burn-in costuma ser um problema temporário, o qual pode ser resolvido com a ajuda de programas específicos ou simplesmente com o passar do tempo.

 

burnin lcd

 

Além disso, certas tecnologias são mais propicias ao efeito que outras. O IPS, como exemplo, é uma das que é menos propicia a sofrer o efeito ao longo do tempo, enquanto que o OLED e Plasma costuma ser mais rápidos a desenvolver o efeito. Mas a realidade é que qualquer monitor pode enfrentar o problema…

 

De sublinhar também que este problema não é especifico apenas de monitores para computadores. Qualquer ecrã pode sofrer de burn-in, incluindo smartphones, tablets, portáteis, TV, entre outros.

 

> Como evitar o burn-in?

 

Ainda se recorda de quando os sistemas operativos destacavam bem os seus protectores de ecrã? A sua função não era apenas embelezar o ecrã, mas sim prevenir situações de burn-in, com a utilização de imagens animadas pelo ecrã quando este não estava em uso.

 

screensaver windows

 

Porém, devido à evolução nas tecnologias do ecrã, atualmente existe menos probabilidade de um burn-in permanente, pelo que o uso de screensavers nem sempre é necessário. Mas a melhor forma de prevenir o efeito passa por configurar o sistema operativo para desligar o monitor depois de um certo tempo sem uso.

 

Além de poupar energia, esta medida irá prevenir que ocorra o burn-in de uma imagem fixa e também pode ajudar a prolongar a vida útil do ecrã, reduzindo o desgaste da luz de fundo em alguns ecrãs LCD.

 

desativar ecrã windows

 

No caso de smartphones, este problema pode ser mais complicado. Certos elementos da interface costumam permanecer fixos durante a maioria do tempo, como é o caso da barra de notificações.

Felizmente, a maioria dos fabricantes implementam técnicas para prevenir esta situação, como a alternância de pixéis no ecrã, pelo que as situações onde ocorrem são extremamente raras. Como exemplo, o iPhone X e a inteira linha do Samsung Galaxy alternam os pixéis do ecrã a cada minuto, sem que este processo seja visível para os olhos humanos, prevenindo assim a imagem fixa. No geral, será extremamente raro ocorrer um caso de burn-in em smartphones.

 

> Como resolver?

 

Se o seu monitor está com uma marca de burn-in, felizmente os passos para resolver costumam ser relativamente simples. Antes de mais, comece por desligar o monitor durante algum tempo. Na maioria dos casos o efeito desaparece ao fim de algumas horas com o monitor desligado.

 

Caso desligar o ecrã não resolva, então é altura de passar à utilização de programas específicos. Um dos métodos mais comuns passa por colocar o ecrã com uma imagem branca a cobrir a totalidade do ecrã por várias horas.

 

Este processo pode ajudar a reduzir a visibilidade do efeito ou até a solucionar o mesmo por completo. Mas é importante que a imagem fixa no ecrã seja totalmente branca (deixamos aqui um exemplo que pode utilizar) e cubra a totalidade do espaço disponível, ou poderá piorar a situação. Outra medida passa pela utilização de imagens rotativas (não fixas). No Youtube é possível encontrar diversos vídeos para este fim.

 

 

 

> Conclusão

 

No geral, e a menos que esteja a utilizar um antigo monitor CRT, o burn-in não é um problema permanente. Com alguns cuidados é possível prevenir o mesmo, e caso aconteça, a situação é rara de ser permanente.

Mantenha o ecrã desligado quando não o estiver a utilizar e deverá ser suficiente para prevenir e resolver estes casos.

 

Já alguma vez sofreu deste problema com o seu monitor? E como resolveu?

Partilhe a sua experiência nos comentários.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech