1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

Susan Wojcick

 

A União Europeia encontra-se a preparar um conjunto de novas leis para a Internet, sobretudo o polémico Artigo 13. No entanto, a CEO do Youtube alerta que estas novas directivas podem trazer graves consequências para os criadores de conteúdos na plataforma.

 

De acordo com Susan Wojcicki, num comunicado para os criadores de conteúdos do Youtube, é referido que a plataforma irá ter de começar a aplicar novos filtros nos uploads, com vista a garantir que nenhum conteúdo protegido por direitos de autor é enviado para a plataforma.

Atualmente é permitida a partilha de conteúdos caso estes se enquadrem nos termos da “Fair Use Act” nos EUA. Este “Fair Use” permite que determinados conteúdos protegidos por direitos de autor possam ser utilizados por terceiros, caso obedeçam a algumas regras e não modifiquem o trabalho original.

 

No entanto, com o novo Artigo 13 da UE, esta nova medida não poderá ser mais aplicada, e o Youtube irá ter de começar a remover mais conteúdos dentro da plataforma que se enquadrem numa possível violação de direitos de autor. Esta medida será extremamente prejudicial para certos criadores de conteúdo, que aproveita o Fair Use para criarem os seus conteúdos na plataforma, e poderão agora deixar de o fazer.

Além disso, as novas diretivas europeias terão impacto muito além das fronteiras da UE, visto que podem envolver a globalidade de toda a plataforma.

 

Wojcicki afirma que a nova legislação coloca um ataque direto à capacidade de partilha de informação livre com o mundo, e que caso seja posta em prática, poderá mesmo comprometer vários empregos ou prejudicar uma vasta comunidade de criadores e artistas. A medida também irá priorizar o conteúdo que seja publicado por grandes entidades e empresas, invés do apoio para pequenos criadores.

 

youtube smile

 

A executiva sublinha ainda que a comunidade em geral deve encontrar-se atenta a estas mudanças, e que o tempo para atuar é agora. A nova legislação pode ser aprovada ainda este ano, com as novas regras e filtros de uploads a serem aplicados no início de 2019.

Ao ser aprovada, segundo Wojcicki, as novas leis terão grandes consequências na cultura da Internet tal como é conhecida atualmente.

 

Estas afirmações surgem também com a própria plataforma em mente. O YouTube investiu mais de 60 milhões de dólares em melhorias para o sistema Content ID – o qual ainda se encontra longe da perfeição e com vários falsos positivos que acabam por prejudicar muitos criadores de conteúdos. No entanto, sobre a nova legislação, os filtros vão ter de ser ainda mais rigorosos para prevenir qualquer possível dano monetário para a marca, o que irá obrigar a uma ainda maior restruturação do sistema.

 

De relembrar que o Parlamento europeu irá realizar a votação final para a nova legislação em Janeiro de 2019.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech