1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

google lupa ofuscada

 

De acordo com a recente noticia do New York Times, a Google terá despedido mais de 50 funcionários desde 2016 devido a casos de assédio sexual. Estas acusações surgem agora como mais um ponto de discórdia para a saída de Andy Rubin – considerado o “pai” do Android – sendo que o jornal norte-americano afirma ter provas de vários executivos que abandonaram os cargos sobre as mesmas acusações.

 

Rubin tinha sido acusado em 2013 de vários casos de assédio sexual contra funcionárias da empresa. Apesar disso, as versões oficiais da Google sempre foram algo distantes. No entanto, depois das acusações do portal, o CEO da Google Sundar Pichai e a vice-presidente de operações pessoais Eileen Naughton afirmam que cerca de 50 funcionários foram demitidos desde 2016 por alegações de assédio. Deste leque, 13 funcionários encontravam-se em altos quadros dentro da empresa.

 

A empresa terá protegido do conhecimento público o caso de Rubin, assim como de outros dois executivos – os quais foram demitidos das suas posições, mas acabaram por sair da empresa com elevadas quantias de dinheiro. No caso de Rubin, este deixou o cargo com 90 milhões de dólares, e espera-se que mais 2 milhões sejam entregues no próximo mês.

 

Pichai e Eileen afirmam que, desde este caso, a empresa tem vindo a trabalhar com mais transparência no que diz respeito a relatórios de investigações, além de fornecerem canais de comunicação dedicados para as vítimas destes casos.

 

No comunicado, os executivos revelam ainda que a Google encontra-se comprometida em garantir que o local de trabalho deve ser um local seguro, e onde exista consequência para quem se comporte de forma inadequada.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech