1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

Bill gates

 

Bill Gates foi, durante vários anos, uma das principais caras da Microsoft no mercado. Mas o ex-executivo da empresa afirma arrepender-se de algumas escolhas do passado que impediram a empresa de superar os seus rivais em diferentes mercados.

 

De acordo com uma entrevista ao portal Village Global, Bill Gates afirma sentir-se arrependido de não ter apostado mais em desenvolver uma alternativa ao sistema Android – ou até em abraçar mais este sistema dentro da empresa – quando o mesmo foi inicialmente lançado pela Google em 2007/2008.

A Microsoft tentou também entrar no mercado dos dispositivos moveis durante vários anos, até mesmo depois de Bill Gates ter abandonado o cargo na empresa, mas já seria tarde de mais para concorrer com uma plataforma estabelecida no mercado como o Android.

 

Na altura em que o Android foi lançado, a Microsoft estava concentrada sobretudo no mercado dos desktops, tendo em conta que o Windows era  (e ainda é) um dos sistemas operativos mais utilizados em todo o mundo. No entanto, a empresa deixou de lado o setor móvel, apesar de ter disponível o Windows Mobile – que data muito antes do lançamento do Android, mas é baseado para interfaces com uso de teclado ou acessórios stylus.

 

 

Apenas em 2010, com o lançamento do Windows Phone 7, é que a Microsoft começou realmente a entrar no mercado dos dispositivos moveis, com uma interface adaptada a ecrãs touch. Porém já seria tarde para superar a popularidade do Android.

 

Na entrevista, Gates afirma que o Android é um dos principais sistemas alternativos para dispositivos moveis, e sobretudo um que não pertença à Apple ou esteja limitado pela empresa. Steve Ballmer, na altura CEO da empresa, deixou duras criticas à Apple e como esta iria falhar com o lançamento do iPhone – sobretudo devido ao preço elevado do equipamento – mas ideias que não podiam estar mais longe da realidade que se viria a verificar anos depois.

 

De relembrar que Bill Gates deixou o cargo de CEO da Microsoft em meados de 2000, pelo que as decisões posteriores da empresa não terão sido exatamente da sua responsabilidade. Porém, este ainda manteve um vasto conjunto de poder de decisão dentro da empresa – e ainda mantêm.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech