1. TugaTech » Software » Noticias de Software

Siga-nos

CS Go

 

De forma recente, um grupo de hackers afirma ter publicado na internet o código fonte associado com os jogos Team Fortress 2 e Counter-Strike: Global Offensive, estando disponível para qualquer um descarregar e verificar.

 

Este código diz respeito ao estado do jogo em meados de 2017 e 2018, e acredita-se que tenha sido publicado na internet por um membro da comunidade de modding “Lever Softworks Source Engine”, embora a origem concreta ainda seja desconhecida.

Seja como for, a Valve veio rapidamente a público informar os utilizadores que não existe razão para alarme, tendo em conta que o código disponibilizado na internet não se encontra completo e não deve causar qualquer problema de segurança para o jogo em questão.

 

A divulgação do código fonte do jogo é grave do ponto de vista que pode permitir a terceiros aproveitarem falhas na base do jogo para criarem sistemas de truques ou artimanhas para obterem vantagens injustas dentro dos títulos. Além disso, podem também ser aproveitadas falhas para executar conteúdo malicioso nos sistemas dos utilizadores, sendo que o mesmo poderia ser executado sem qualquer conhecimento dos utilizadores finais – que estariam apenas na sua sessão normal de jogo.

 

A Valve foi rápida a responder que, depois de analisado o código, foi descoberto que o mesmo diz respeito apenas a uma parte do código fonte oficial que tinha sido disponibilizado a alguns parceiros da empresa em 2017, e também já tinha surgido pela internet em meados de 2018.

 

No entanto, a empresa recomenda que todos os jogadores utilizem apenas servidores oficiais da Valve, tendo em conta que são os que fornecem as melhores proteções contra possíveis ataques ou cheats. A empresa garante ainda que irá continuar a analisar o código para identificar se existe alguma razão para alarme, e que irá informar os jogadores caso isso aconteça.

 

Seja como for, até que a Valve disponibilize um relatório completo do caso, algumas fontes estão a recomendar os utilizadores a não jogarem os títulos afetados pelas falhas, sobre o risco de poderem estar a colocar-se em risco de comprometerem os seus sistemas.

De relembrar que esta não é a primeira vez que utilizadores maliciosos divulgam o código fonte de jogos da Valve, e aproveitam falhas no mesmo para afetar utilizadores dos mesmos. Ainda o ano passado foi descoberto que 36% de todos os servidores de Counter-Strike 1.6 estariam a ser explorados para aproveitar uma falha no cliente do jogo que infetava os sistemas com malware.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech