1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Microsoft sede da empresa

 

A Microsoft confirmou que a intrusão nas suas redes internas por parte de entidades russas pode ter sido mais alargado do que a empresa originalmente esperava, ao ponto que partes importantes do código fonte da Microsoft podem ter sido acedidos por terceiros.

 

De acordo com o New York Times, os hackers que recentemente lançaram vários ataques contra entidades dos EUA e até mesmo algumas entidades do governo americano, e que terão sido atribuídas a um grupo de hackers russos, podem ter acedido a alguma informação interna da Microsoft.

 

As investigações da empresa apontam que o grupo pode ter obtido acesso ao código fonte de alguns dos produtos da empresa através da conta de um funcionário que terá sido comprometida. Não se sabe exatamente o conteúdo que terá sido roubado, mas é possível que a informação acedida inclua detalhes sobre programas e sistemas que estão atualmente em uso ou em desenvolvimento pela empresa.

 

De relembrar que o ataque dos grupos russos terá sido iniciado em Outubro de 2019, mas manteve-se indetetável durante vários meses. Foi nesta altura que a empresa SolarWinds foi atacada, e de onde terá começado a estratégia para monitorizar mais de 425 das 500 maiores empresas no mercado.

 

As autoridades ainda se encontram a analisar exatamente quais os dados que os hackers terão obtido, mas empresas como a Microsoft, Amazon e outras estão entre as envolvidas. O presidente Joe Biden já acusou o governo de Donald Trump de ter ignorado a gravidade deste ataque, enquanto que Donald Trump continua a afirmar que o mesmo trata-se de uma “farsa” e que não terá acontecido.

 







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech