1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

TikTok

 

Pelo menos cinco influencers no Egito terão sido detidas pelas autoridades e condenadas a dois anos de prisão, tudo por publicarem conteúdos na rede social do TikTok que terão sido considerados pelo governo como uma violação da moral pública e dos valores familiares.

 

De acordo com o portal The Guardian, Haneen Hossam, Mowada al-Adham e três outras mulheres terão sido detidas por partilharem vários vídeos nas suas rede sociais, e além das penas de prisão, estas ficam ainda sujeitas ao pagamento de uma multa que pode ser superior a 16 mil euros.

 

Hossam, uma estudante na cidade do Cairo, foi detida depois de no dia 21 de Abril deste ano ter publicado um vídeo onde, para os seus 1.3 milhões de seguidores, teria indicado que as mulheres podem ganhar dinheiro se trabalharem com ela. Adham foi detida no dia 14 de Maio, depois de ter publicado um vídeo satírico na sua conta do TikTok com mais de dois milhões de seguidores.

 

Mohamed Abdel Hamid Zaki e Mohamed Alaa El-Din Moussa foram outras das duas detidas, que apesar de não terem criado diretamente vídeos na plataforma, terão ajudado os suspeitos a partilhar os conteúdos nas redes sociais.

 

Este género de acusações tem vindo a ser cada vez mais frequente no pais, sobretudo contra as mulheres, em parte devido aos valores conservadores. Desde meados de Abril já foram detidas pelo menos cinco mulheres por partilharem conteúdos em redes sociais como o TikTok ou Instagram, sendo que o governo também tem vindo a aumentar a monitorização destas plataformas de forma considerável.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech