1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

Assange afirmou, perante os alunos de Cambridge, que a Internet é a maior máquina de vigilância - e espionagem - de sempre.

Julian Assange, fundador do Wikileaks, quebrou o silêncio depois de ter sido acusado de abuso sexual e violação, e falou sobre as vantagens e as desvantagens da Internet numa conferência em Cambridge.

Segundo o The Guardian, o fundador do Wikileaks afirmou que a Internet permite uma maior transparência governamental e uma melhor cooperação entre ativistas mas adverte que a Internet é utilizada também pelas autoridades para vigiar e apanhar dissidentes.

Assange referiu que tanto o Facebook como o Twitter não tiveram um papel tão importante nas recentes revoluções que ocorreram no Egito ou na Tunísia, como tem vindo a ser divulgado pelos media. O fundador da organização Wikileaks recordou ainda que o Facebook tinha originado uma revolta no Egito mas acabou por ser utilizado para capturar os participantes.

Assange não deixou de referir que os documentos revelados pelo Wikileaks desempenharam um papel fundamental ao forçarem o governo norte-americano a não apoiar o regime do anterior presidente do Egito Hosni Mubarak. Entre as revelações, destacavam-se os documentos que mostravam que Suleiman, vice-presidente do governo de Mubarak, apoiava métodos de tortura.

Durante a conferência dada na Universidade de Cambridge, que contou com a presença de 700 estudantes, Assange acusou ainda o jornal New York Times de ter suprimido notícias relativas a atividade norte-americana militar no Afeganistão.
Fonte: Exame Informática







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech