1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Twitter app smartphone

 

O Twitter tem estado sobre uma onda de despedimentos nos últimos tempos, mas parece que nem todos estão a ser feitos como deveria ser.

 

Recentemente, Musk deixou um ultimato para os funcionários da empresa, em como estes deveriam preparar-se para adotar medidas mais exigentes de trabalho, ou poderiam sair da empresa. Muitos optaram por sair, mas existiram alguns que optaram por aceitar os novos termos.

Este foi o caso de Sinead McSweeney, vice presidente global do departamento de políticas públicas do Twitter. O mesmo teria concordado com o ultimato, mas apesar disso, o Twitter decidiu terminar o seu contrato.

 

No entanto, esta decisão pode agora causar alguns problemas para a empresa. De acordo com The Irish Times, McSweeney terá conseguido junto dos tribunais adiar o seu despedimento, alegando que a empresa terá fornecido pouco tempo para aceitar os termos do acordo.

A mensagem que Musk enviou para a empresa a 16 de Novembro dava conta que os funcionários teriam de aceitar condições de trabalho mais exigentes, e para tal estes necessitariam de carregar num botão do formulário para aceitarem. A não resposta ao esmo seria considerada como uma resposta negativa, e consequentemente iria levar a demissão.

 

No entanto, de acordo com McSweeney, a mensagem teria um prazo de resposta relativamente curto, de menos de um dia. No entanto, McSweeney confirma que não terá carregado no botão para aceitar os termos por existirem duvidas sobre como este se iria sobrepor ao contrato que o mesmo teria com a empresa.

Poucos dias depois, McSweeney teria sido despedido exatamente por não aceitar os termos.

 

Em resposta, o Twitter terá indicado que reconhecia as intenções de McSweeney em permanecer na empresa, mas apesar disso, o acesso às ferramentas internas do Twitter ainda se encontram indisponíveis para o mesmo. Face a esta situação, o caso terá sido levado para tribunal, que agora terá suspendido a ordem de despedimento, mas esta ordem não obriga o Twitter a reativar o acesso à plataforma.

 

É importante notar que McSweeney não é o único funcionário que se encontra a enfrentar problemas dentro da empresa. Muitos optaram por não aceitar os termos de Musk, e acabaram efetivamente por sair da empresa, ao ponto que o Twitter terá mesmo começado a pedir a alguns funcionários que saíram para voltarem.

Durante esta semana, foi indicado que Musk teria alegadamente indicado que os despedimentos estariam terminados, e que não seriam feitos mais cortes diretos nos próximos tempos.

Nenhum comentário

Seja o primeiro!





Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech