1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

Ninguém tem dúvidas que a pirataria é um problema grave em todo o mundo, e que o digam os produtores/criadores de software que são uns dos mais prejudicados nesse aspecto. Apesar de os números das incidências estarem a baixar em grandes potências como são os EUA ou na Europa, devido em parte ao nível de vida elevado, nos sítios mais pobres a pirataria continua de «pedra e cal» e com tendência a aumentar. Numa tentativa de evitar este flagelo, aparece uma solução vinda da China que apesar de não eliminar por completo o problema pode ajudar a diminui-lo. E já tem efeitos práticos…

A solução apresentada é pouco ortodoxa, quiçá até um pouco estranha…pelo menos para nós, europeus que gostamos de ter margens que se reflictam com toda a luxúria no bolso dos utilizadores… o que eles fizeram do lado de lá do mundo foi, imaginem…BAIXAR OS PREÇOS DOS PRODUTOS.

Alguns exemplos básicos são o caso da Microsoft e da Autodesk. O Windows 7 Home Basic, por exemplo, passou de 199 dólares para apenas 59. Já a Autodesk desceu todos os seus produtos 1/3 e aumentou as vendas no dobro!!!

E se isto acontecesse também cá por Portugal? será que os níveis de pirataria pelas Universidades iria descer? Eu aposto que sim e vocês?
Fonte: KeroDicas




Comentário antigo:
Isso depende, vamos falar por exemplo da Adobe.

É um programa muito utilizado pelos webmasters/designers e arquitectos.

Em média cada uma desta profissão requer gastos a cima dos 3 000,00€ só e só em licenças de software.

Se a Adobe conseguir baixar por menos de 1 000,00€ ou até mesmo 1 000,00 e poucos € acredito que baixe a pirataria a nível de softwares!

Agora, pirataria não é só software.

O maior tráfego gerido pela pirataria é de Games/Movies portanto se voltarmos ao titulo do tópico "China encontra solução para combater pirataria" acho que não é bem assim, e quanto a tua pergunta, o que eu acho, acho que não, não vai descer a pirataria para já.


Sem mais,
V.B.S

Comentário antigo:
@vbs escreveu:Isso depende, vamos falar por exemplo da Adobe.

É um programa muito utilizado pelos webmasters/designers e arquitectos.

Em média cada uma desta profissão requer gastos a cima dos 3 000,00€ só e só em licenças de software.

Se a Adobe conseguir baixar por menos de 1 000,00€ ou até mesmo 1 000,00 e poucos € acredito que baixe a pirataria a nível de softwares!

Agora, pirataria não é só software.

O maior tráfego gerido pela pirataria é de Games/Movies portanto se voltarmos ao titulo do tópico "China encontra solução para combater pirataria" acho que não é bem assim, e quanto a tua pergunta, o que eu acho, acho que não, não vai descer a pirataria para já.


Sem mais,
V.B.S

Sem duvida que uma grande parte da pirataria é de musicas e filmes...
Mas no entanto não deixa de ser uma ideia inovadora e que tem os seus pontos de razão.
Muita gente não compra os productos pelo preço. um software por 100 euros? um filme por 50? A primeira instancia é ir a net e procurar o mesmo a "borla".

Pessoalmente também não me parece que vá acabar com a pirataria ( ou baixar), e alem disso, não acredito que todos os paises aderissem a isso...
Talvez na china, mas, por exemplo, em Portugal? No estado que estamos? hummm...

Comentário antigo:
Se me perguntarem se eu sou honesto ao ponto de não copiar um filme ou uma música de vez em quando,digo-vos já que não!
A pirataria não é assim tão má como a pintam,senão vejamos.
Ai por voltas de 1980 apareceu uma coisita chamada SX Spectrum.
Com ele vieram os jogos - que levavam pelo menos 7 minutos a carregar - se não crashassem e alguns utilitários e com isto veio a pirataria.
Ninguém comprava originais e as lojas vendias as cassetes ás claras e sem lei que as condenasse.
E isso tudo misturado incrementou o gosto pela informática e a própria informática.
Começaram a aparecer computadores mais potentes ( Amstrad por exemplo ) e começaram a abrir mais lojas dando empregos a muita gente.
Sem essa pirataria inicial,não sei se a informática se tivesse expandido com tanta velocidade e a tal nível.
As casas de software começaram a ter a politica do "try before you buy" que resultou em cheio.
Por tudo isto,acho que a pirataria não é assim tão má e acho também que os preços dos filmes,dos programas e da musica são absolutamente exorbitantes,não falando no hardware.

Comentário antigo:
@Uncle Joe escreveu:Se me perguntarem se eu sou honesto ao ponto de não copiar um filme ou uma música de vez em quando,digo-vos já que não!
A pirataria não é assim tão má como a pintam,senão vejamos.
Ai por voltas de 1980 apareceu uma coisita chamada SX Spectrum.
Com ele vieram os jogos - que levavam pelo menos 7 minutos a carregar - se não crashassem e alguns utilitários e com isto veio a pirataria.
Ninguém comprava originais e as lojas vendias as cassetes ás claras e sem lei que as condenasse.
E isso tudo misturado incrementou o gosto pela informática e a própria informática.
Começaram a aparecer computadores mais potentes ( Amstrad por exemplo ) e começaram a abrir mais lojas dando empregos a muita gente.
Sem essa pirataria inicial,não sei se a informática se tivesse expandido com tanta velocidade e a tal nível.
As casas de software começaram a ter a politica do "try before you buy" que resultou em cheio.
Por tudo isto,acho que a pirataria não é assim tão má e acho também que os preços dos filmes,dos programas e da musica são absolutamente exorbitantes,não falando no hardware.

Nem mais...Portanto estão todos de acordo...A pirataria não vai baixar, mesmo os preços baixos, exitem e são quase todos, preferem de borla do que pagar...




Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech