1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

facebook num smartphone e na página de login

 

O Facebook começou recentemente a testar uma nova funcionalidade para os criadores de conteúdos na plataforma, que iria permitir a criação de campanhas de subscrição para fãs, num formato similar ao que se encontra no Patreon.

 

Apelidado de Fan Subscriptions, esta funcionalidade permitia aos donos de páginas no Facebook cobrarem um valor mensal aos utilizadores para acesso a conteúdos exclusivos. Apesar da boa ideia, esta funcionalidade conta com algumas restrições apontadas como bastante danosas e preocupantes, dando uma grande percentagem de controlo dos ganhos e do conteúdo criado para a rede social – invés dos criadores por direito desses conteúdos.

 

Quando foi inicialmente revelada, esta funcionalidade estaria disponível apenas para alguns criadores de conteúdos na plataforma, maioritariamente localizados no Reino Unido e EUA. Ao longo do tempo, os testes foram-se alargando a mais entidades, sendo que era possível criar uma subscrição de 5 dólares para acesso a conteúdos exclusivos de páginas e diversas entidades – além de que os utilizadores que pagassem também obtinham um emblema especifico para os seus perfis dentro dos comentários das páginas apoiadas.

 

Apesar de os criadores de conteúdos estarem atualmente a receber os valores por inteiro das subscrições realizadas, os planos do Facebook passam por distribuir os mesmos por parcelas quando a funcionalidade ficar disponível para o público em geral, onde a plataforma poderia recolher um máximo de 30% dos ganhos.

 

Ou seja, comparando com sistemas como o Patreon – que apenas cobra uma comissão de 5% - a taxa do Facebook seria consideravelmente mais elevada e com prejuízos para os criadores dos conteúdos. Além disso, a medida também não é bem recebida pela comunidade de criadores em geral, tendo em cona que o Facebook possui a tendência de apresentar os conteúdos criados por páginas e entidades na rede apenas a um pequeno conjunto de utilizadores, dando prioridade a mensagens partilhadas por amigos e familiares invés de páginas.

 

Ou seja, os criadores de conteúdos poderiam assim receber menos pela criação dos conteúdos exclusivos, além de terem problemas de alcance das publicações, que seriam de menor prioridade quando comparadas com mensagens de amigos e familiares na mesma rede.

 

Até ao momento o Facebook não comentou esta decisão publicamente, mas é possível que a comissão elevada seja uma forma da empresa atrair mais utilizadores para o programa, e que vá reduzindo conforme o número de interessados no mesmo também aumente.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech