1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Facebook e privacidade online

 

O Facebook admitiu recentemente que teria suspeitado da recolha abusiva de dados dos utilizadores sobre o caso Cambridge Analytica muito tempo antes deste ter sido tornado do conhecimento público.

 

De acordo com o portal The Guardian, estas declarações surgem num testemunho da rede social junto das autoridades em Washington, num caso que se encontra a ser tratado em tribunal sobre a recolha abusiva dos dados de utilizadores na plataforma.

Nos documentos revelados, o Facebook admite que teria suspeitas da recolha dos dados de forma abusiva desde Setembro de 2015, muito tempo antes de todo o caso ter sido tornado público. De sublinhar que, apesar de toda a recolha massiva de dados ter sido um caso mais relevante ao longo de 2018, já existiam indícios desta atividades desde o final do ano de 2015.

 

Apesar de o Facebook admitir que teria preocupações sobre a forma como a Cambridge Analytica estaria a realizar a recolha dos dados, esta pratica não ia contra as políticas da empresa nem a CA se encontrava a realizar nenhum tipo de engano junto dos utilizadores.

Um porta voz da rede social afirma que a recolha dos dados realizada sobre a aplicação de perguntas e respostas da Cambridge University não estaria contra as práticas da plataforma no passado, mas o fato de dados associados a mais de 87 milhões de utilizadores terem sido vendidos a terceiros pelo professor responsável pela tarefa já iria fora dos Termos de Serviço do Facebook.

 

A empresa sublinha ainda que, apesar de terem surgido indicações em Setembro de 2015 sobre uma recolha abusiva dos dados dos utilizadores, o Facebook apenas tomou medidas concretas em Dezembro desse mesmo ano, quando foi revelado que alguns dados poderiam ter estado a ser vendidos pelo professor responsável pela experiência - Aleksandr Kogan.

Antes disso, a recolha estaria a ser realizada em conformidade com as práticas da empresa e os utilizadores eram informados dessa mesma medida durante a utilização do serviço – além de ser uma prática comum em diversos serviços online.

 

No entanto, o portal The Guardian também afirma que funcionários do Facebook se teriam reunido com Christopher Wylie, um dos responsáveis por revelar este caso ao público, em meados de 2016. Na altura, a rede social revelou que não estaria a ser realizada nenhuma recolha abusiva dos dados dos utilizadores.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech