1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Xiaomi sede

 

No início de Janeiro de 2021, as autoridades dos EUA teriam aplicado um bloqueio de investimento da Xiaomi no pais, alegando que a empresa estaria a ser financiada por entidades militares relacionadas com o governo da China. Esta medida foi tomada ainda durante o governo de Donald Trump, mas permaneceu com a transição de poder para Joe Biden.

 

Na altura, a Xiaomi contestou da decisão, tendo levado o caso para os tribunais. E agora já se conhece o resultado.

Caso o bloqueio fosse aplicado, apesar de não ser tão grave como o aplicado na Huawei, iria impedir que investidores dos EUA pudessem adquirir ações da Xiaomi. Isto ainda iria ter efeitos finais na empresa, e sobretudo na imagem da mesma sobre os EUA.

 

No entanto, depois de ter contestado esta decisão junto dos tribunais, o bloqueio foi agora colocado em suspenso. O tribunal responsável pelo caso terá ficado do lado da Xiaomi, colocando a ordem de bloqueio em suspensão. A Xiaomi teria apelidado a ordem de bloqueio de “inconstitucional”, afirmando ainda que, caso fosse aplicada, iria causar prejuízos graves na entidade sobre o seu mercado nos EUA.

 

De acordo com o portal Bloomberg, o juiz responsável por analisar o caso, Rudolph Contreras, terá concordado com as ideias da Xiaomi, considerando que o bloqueio foi aplicado apenas por uma decisão aleatória e sem fundamentos.

 

É importante relembrar que a Xiaomi recentemente também se tornou a terceira marca mais popular no mercado dos smartphones, a nível mundial, depois de ter conseguido mesmo ultrapassar a Apple no ano passado em determinadas regiões.

Nenhum comentário.

Seja o primeiro!





Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech