1. TugaTech » Software » Noticias de Software

Siga-nos

FaceApp

 

Se acedeu a alguma rede social nos últimos dias, provavelmente viu alguma imagem de “filtros” de envelhecimento em fotos. Isto deve-se à popularidade que uma aplicação em particular tem vindo a receber: a FaceApp.

 

Esta aplicação começou a ganhar bastante destaque nos últimos dias, derivado sobretudo do seu efeito de envelhecimento, que converte qualquer foto de um rosto no aspeto de uma pessoa idosa. A aplicação foi criada pela empresa russa Wireless Lab, e tem vindo a aumentar o seu publico consideravelmente nos últimos dias. Apenas durante este fim de semana, a aplicação atingiu o primeiro lugar nos downloads das lojas da Play Store e App Store, sendo uma das apps mais descarregadas em Portugal.

 

No entanto, atrás do que pode ser considerado um pequeno efeito, encontram-se alguns pontos que devem ser tidos em conta, sobretudo para quem se preocupe com a sua privacidade online. De acordo com a Politica de Privacidade da aplicação FaceApp, os utilizadores que fazem uso dos seus filtros e várias funcionalidades, estão a fornecer informações para uma grande base de dados, isto tudo com autorização de muitos que aceitam os termos sem sequer lerem os seus conteúdos.

 

Segundo a Politica de Privacidade da FaceApp, os utilizadores que aceitam os termos e utilizam os filtros da mesma estão a fornecer um vasto conjunto de informações à empresa responsável pela aplicação. Aqui encontram-se pontos como todas as fotos processadas pela aplicação – onde todas as fotos capturadas pela aplicação ou onde sejam aplicados efeitos ficam guardadas para registo pela empresa e podem também ser partilhados com terceiros – relacionados ou não com a empresa.

 

informação recolhida na faceapp

 

Além disso, a aplicação também se encontra a recolher o histórico de navegação dos utilizadores, podendo guardar todos os sites que o utilizador tenha acedido de forma recente. Estes dados são guardados pela empresa, segundo a mesma, para “melhoria do serviço”, mas são também utilizados para melhorar a apresentação de publicidade e criar um perfil publicitário de cada utilizador para terceiros – algo que não é, de todo, invulgar em várias aplicações gratuitas.

 

Entre outras informações recolhidas encontram-se o endereço IP do utilizador, tipo de navegador, sites acedidos e histórico de navegação completo, links carregados e todas as informações que o navegador normalmente regista no acesso a um site.

 

utilização dos dados recolhidos

 

Os criadores do FaceApp revelam que nenhuma informação de menores de 13 anos é recolhida automaticamente, apesar de, nas situações onde isso possa acontecer, os dados são eliminados depois de se verificar tratar de menores.

 

Ou seja, ao utilizar a aplicação FaceApp, apesar das funcionalidades divertidas que a app possa fornecer, está também a fornecer acesso a um elevado conjunto de informações sobre o seu dispositivo, sobre si e até sobre o seu rosto, que podem ficar guardados para um vasto conjunto de efeitos.

 

A aplicação também já tinha sido alvo de acusações depois de lançar um filtro de “embelezamento”, que colocava tons brancos na pele dos utilizadores e foi alvo de críticas derivado de racismo. Em 2017, a empresa viu-se obrigada a fornecer um pedido de desculpas publico pelo lançamento do efeito e a remover o mesmo de futuras versões da app.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech