1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Facebook app ícone

 

Apesar de todas as promessas que o Facebook realizou antes das eleições nos EUA, com o objetivo de evitar a partilha de desinformação, os dados agora apontam que estas não foram suficientes.

 

De acordo com o estudo realizado pela empresa Avaaz, os esforços da rede social para combater a desinformação foram consideravelmente abaixo daquilo que seria esperado para a plataforma. Os investigadores analisaram as 100 maiores páginas na rede social conhecidas por partilharem desinformação, sendo que o resultado aponta que os conteúdos dessas páginas foram vistos por mais de 10 mil milhões de pessoas em todo o mundo entre Março e Outubro de 2020.

 

A maioria dos conteúdos de desinformação foram respeitantes às eleições dos EUA de 2020, que foram visualizadas mais de 162 milhões de vezes em apenas três meses, mesmo com os verificadores de conteúdos da rede social a validarem os conteúdos como enganadores.

 

Segundo os investigadores, apesar de o Facebook afirmar que a partilha de conteúdos enganadores quando estes são verificados e reportados como tal na plataforma é reduzida, os resultados finais do estudo apontam que ainda é um problema que necessita de ser controlado. Se um conteúdo tornar-se viral, mesmo que seja validado como sendo de desinformação, ainda pode ser visto por milhões de utilizadores.

 

Além disso, foram ainda deixadas criticas às ações da empresa contra determinados conteúdos e grupos, que os investigadores consideraram terem sido implementadas demasiado tarde, e que levaram à divulgação de desinformação em várias frentes.

 

Apesar de o Facebook ainda não ter comentado este relatório, um porta-voz da empresa já avançou que o método de análise da entidade tinha várias falhas.

Nenhum comentário

Seja o primeiro!





Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech