1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Fortnite jogo em monitor

 

Em 2017, a Epic Games lançou um caso em tribunal contra um jovem que, na altura, tinha apenas 14 anos, depois do mesmo ter sido acusado de criar e vender um conjunto de programas de cheats para Fortnite.

 

O na altura menor tinha sido acusado pela Epic Games de violação de direitos de autor, ao ter criado programas que pretendiam contornar as medidas de proteção da empresa dentro do título Fortnite, além de se encontrar a vender os mesmos a terceiros na Internet.

Este jovem foi um dos vários que a empresa acusou na altura da venda deste género de softwares, mas era desconhecida a identidade real do mesmo até se ter conhecido que, no final, ainda se tratava de um menor de 14 anos.

 

Apesar da idade, a Epic Games manteve o caso nos tribunais, os quais protegeram a identidade do menos ao não divulgarem o nome do mesmo. Tudo o que se sabia era que este seria responsável pelo canal do YouTube com o nome “Sky Orbit”, onde o mesmo também distribuía os programas que criava.

 

A mãe do menor terá, na altura, tentado reverter o caso para que o mesmo não continuasse para os tribunais, alegando sobretudo a própria EULA da Epic Games, que informa que os menores devem ter autorização dos pais ou tutores legais para jogarem o título, algo que não seria o caso. No entanto, estas declarações não foram suficientes para o tribunal considerar o caso como arquivado.

 

No entanto, as duas partes parecem agora ter chegado a um acordo, que segundo os documentos do tribunal responsável pelo caso, não serão publicamente divulgados tendo em conta que o jovem ainda não atingiu os 18 anos.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech