1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Vacina contra o covid

 

O processo de vacinação contra a COVID-19 tem vindo a fazer com que os esquemas em torno da mesma também tenham vindo a aumentar. E pela internet encontram-se vários casos de supostas vacinas à venda na Dark Web por preços consideravelmente elevados.

 

Investigadores da empresa de segurança Kaspersky revelaram ter descoberto a existência na dark web de várias doses das vacinas da Pfizer-BioNTech, AstraZeneca e Moderna à venda por valores consideravelmente avultados, e que obviamente não serão vacinas consideradas como certificadas.

 

Segundo os investigadores, uma dose da vacina pode chegar a ser vendida por preços entre os 250 e 1200 dólares, sendo que todos os pagamentos são feitos por bitcoins para dificultar a tarefa de identificação de ambas as partes.

Obviamente, não existem garantias que as vacinas que se encontram à venda desta forma sejam realmente doses reais, além de que podem ser outro género de produtos que não tenham relação com as vacinas do COVID-19.

 

venda de vacinas dark web

 

Além disso, existe ainda a questão relativa ao tratamento das vacinas. A maioria das vacinas contra o COVID-19 necessitam de um tratamento especial para serem armazenadas. Como exemplo, a vacina da Pfizer precisa de ser mantida a cerca de -70ºC, algo que apenas é conseguido através do uso de contentores de arrefecimento especialmente criados para o efeito. No caso da vacina da Moderna o armazenamento encontra-se nos -20ºC, o que ainda pode ser considerado um valor difícil de atingir pela maioria das arcas frigoríficas.

 

exemplo de vacina na dark web

 

Caso as vacinas não sejam armazenadas de forma segura, acabam por perder a sua eficácia de forma bastante rápida. Existe também a possibilidade que o conteúdo destas vacinas não seja apenas ineficaz, mas também perigoso.

 

A maioria dos vendedores encontra-se localizado em França, Alemanha, Reino Unido e nos EUA. As vendas e também a procura aumentou drasticamente desde que foram revelados os dados de eficiência das vacinas da Moderna e da Pfizer.

 

Existem também à venda não apenas a vacina, mas também o certificado de vacinação falso, que pode ser adulterado para indicar que alguém tomou as doses da vacina contra a COVID quando tal não tenha sido realmente feito – por exemplo, para permitir viagens entre países. Estes certificados encontram-se à venda por preços entre os 20 e 30 dólares.

Nenhum comentário.

Seja o primeiro!





Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechDiscord do TugaTechDiscord do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech