1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

apple ios

 

A Apple encontra-se a ser confrontada com um novo pedido dos tribunais, desta vez sobre algo que poderá ter impacto directo para os utilizadores.

 

De acordo com o Associated Press, um juiz norte-americano determinou que a Apple deverá fornecer às entidades de segurança dos EUA, nomeadamente o FBI, as ferramentas para que estas possam aceder aos equipamentos com o sistema iOS. Basicamente, consiste na criação de um backdoor no iOS da Apple para acesso remoto aos dados do equipamento.

 

Esta decisão surge no decorrer de um incidente nos EUA, relacionado com um atentado terrorista concretizado por Syed Farook e sua esposa, Tashfeen Malik, no dia 2 de Dezembro de 2015.

Ambos os terroristas morreram durante o ataque, sendo que deixaram apenas um iPhone com informações consideradas valiosas para a investigação, mas protegidas pelo sistema da Apple. Apesar de a Apple ter trabalhado com as autoridades, o governo norte-americano pretende agora aplicar medidas mais drásticas para prevenir eventos similares no futuro.

 

O software de acesso fornecido pela Apple, segundo as exigências, deverá ser capaz de desbloquear um equipamento com o iOS protegido por senhas ou que remova o limite de tentativas de acesso, o que permitiria às autoridades realizarem ataques de “brute-force” nos equipamentos.

 

tim cook

 

Em resposta, a Apple já afirmou que tal não irá ocorrer. Tim Cook, CEO da empresa, revelou numa carta aberta que a empresa irá opor-se a esta decisão e irá recorrer em tribunal. O executivo revela ainda que a segurança e privacidade dos seus clientes é um ponto fundamental, sendo que nem a própria Apple possui acesso aos dados dos equipamentos encriptados, motivo pelo qual não será criado nenhum tipo de backdoor para acessos de terceiros.

 

Apesar do objetivo principal ser benigno, a criação de um backdoor no iOS poderia levar a resultados desastrosos para a empresa e para a privacidade de milhões de utilizadores. Da mesma forma, poderia permitir utilizações abusivas da mesma, tanto por entidades governamentais como por potenciais hackers que obtenham acesso a esta.

 

Por enquanto resta aguardar por desenvolvimentos sobre o caso.

 

Via Associated Press/Tami Abdollah







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech