1. TugaTech » Internet e Redes » Noticias da Internet e Mercados

Siga-nos

Realize o Login na sua conta ou Registe-se para participar.

A Apple anunciou ontem 113 "mandamentos" e prometem tornar-se a "bíblia" dos programadores de software para a App Store. Já há quem diga que o Flash foi "perdoado" e pode regressar à App Store.

As mudanças agora anunciadas dizem respeito à licença iOS Developer Program nas secções 3.3.1, 3.3.2 e 3.3.9, refere a Apple em comunicado.

Entre as principais novidades das 113 regras publicadas ontem distingue-se o alargamento do leque de ferramentas que podem ser usadas para produzir aplicações para o iPhone e o iPad.

Apesar de não referir nomes, a mudança é encarada como uma vitória para o Flash, tecnologia da Adobe que se mantinha banida do iPhone e do iPad e que agora terá uma possibilidade de marcar presença nos dois famosos dispositivos da Apple, através de uma conversão para os ambientes usados pelos iPhones e iPads.

A Adobe já reagiu à mudança das regras considerando que é o segmento da programação que sai beneficiado.

De notar ainda que as novas regras aceitam novas formas de integração de redes com aplicações, o que abre caminho ao regresso de serviços como o AdMob, da Google.

Com a publicação das 113 regras, a Apple também aproveitou para especificar aquilo que não pretende ver na App Store.

Além da referência a "Roletas Russas" que impede uso de programas similares ao Chatroulette, a nova "bíblia" do programador para o iPhone OS deverá ter em conta as diferentes religiões, marcas, qualidade e viabilidade técnicas ou direitos de autor.

Entre as restrições, encontra-se ainda uma que determina que "nada de inútil ou que não serve de entretenimento" deverá ser distribuído na App Store.

Apesar de especificar conteúdos ou funcionalidades indesejadas, as novas regras são apontadas como um relaxamento dos critérios de seleção das aplicações que figuram na App Store. O que não garante vida descansada aos produtores do software que hoje já está a ser comercializado na App Store.

Segundo a notícia da Cnet, as novas regras vão ter efeito retroativo, o que significa que as aplicações que não as respeitem podem ser removidas da App Store, apesar de terem sido aceites anteriormente.

De acordo com a Apple, a App Store disponibiliza atualmente mais de 250 mil aplicações para iPhone, iPad e iPod Touch.
Fonte: Exame Informática







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech