1. TugaTech » Software » Noticias de Software

Siga-nos

armazenamento smartphone android

 

A Google tem vindo a implementar novas restrições sobre cada lançamento do Android, a grande maioria com o objetivo de garantir mais segurança para os utilizadores finais. No entanto, algo que a empresa pode estar a planear para o futuro certamente que terá impacto na forma como as apps podem aceder aos conteúdos no sistema.

 

A Google parece estar a puxar uma nova tendência para o Android, com vista a que mais conteúdos venham a utilizar sistemas de armazenamento cloud da empresa, invés de o armazenamento local do dispositivo – tanto a memoria interna como cartões SD.

Num recente vídeo disponibilizado pela Google no YouTube, a empresa citou algumas mudanças que estão previstas para o futuro, e uma delas passa pelo acesso ao armazenamento dos dispositivos, que iria agora passar a ser feito sobre “permissões adicionais”.

 

Ou seja, nos planos da Google para o futuro, uma app apenas irá ter permissões de acesso ao armazenamento interno de um dispositivo se for especificamente colocada numa “lista branca” para ter esse aceso.

Apenas ficheiros multimédia iriam poder continuar a ser acedidos na normalidade, como fotos e vídeos. Todos os restantes iriam ficar “invisíveis” para as apps e apenas poderiam ser acedidos se os criadores das mesmas informarem a Google que possuem essas intenções e qual o objetivo das mesmas.

 

funcionalidade armazenamento android 11

 

As apps ainda iriam poder armazenar conteúdos no dispositivo, mas estes ficariam num local especifico e dedicado para cada app, sem acesso direto aos restantes conteúdos do sistema operativo em geral. Ou seja, uma espécie de “sandbox” para o armazenamento, onde apenas os ficheiros criados por essa app iriam ser acessíveis pela mesma.

 

 

Existem certamente implicações de segurança nestas alterações, já que deixar de permitir acesso das apps ao armazenamento dos dispositivos iria garantir mais segurança contra roubo de dados ou instalação de malware. Porém, a medida também pode causar graves prejuízos aos criadores de apps no sistema, que passariam agora a necessitar de serviços cloud para armazenar os conteúdos – com as plataformas da Google Cloud a serem uma das opções indicadas, obviamente.

 

A medida ainda se encontra a ser estudada, embora a Google tenha intenções de tornar a mesma algo permanente já com o Android 11, que deve chegar ao longo do próximo ano.







Aplicações do TugaTechAplicações TugaTechBlog TugaTechBlog do TugaTechRSS TugaTechRSS do TugaTechSpeedtest TugaTechSpeedtest TugatechHost TugaTechHost TugaTech